Pular para o conteúdo
publicidade
Presidente Dilma Rousseff durante vistoria às obras da ferrovia Norte-Sul, nos municípios de Anápolis e Goianira. (Anápolis - GO, 15/03/2012) | Foto: Roberto Stuckert Filho
Edição 155

A alma penada apita na curva

Volta de Lula ao poder ressuscita o trem-bala que Dilma sepultou há quase dez anos

Augusto Nunes
-

Quando Geraldo Alckmin gravou o aviso em 2018, até o gramado da Praça dos Três Poderes sabia que o regresso do chefão do PT ao Palácio do Planalto seria uma volta à cena do crime. O que ninguém imaginava é que Lula conseguiria o terceiro mandato com Alckmin como vice-presidente — e pronto para garantir que não faltasse dinheiro a ser tungado. Fantasiado de coordenador do bando de mais de 900 companheiros amontoados no Gabinete de Transição, foi o antigo desafeto quem descobriu que, para começar a dar um jeito no país, Lula precisaria engordar o Orçamento de 2023 com mais R$ 145 bilhões. Um tucano desde criancinha que vira socialista já setentão é capaz de tudo. 

Excitado com a aprovação no Congresso da malandragem batizada pela velha imprensa de PEC da Transição, Lula precisou de poucos dias para mostrar que recorreria ao mesmíssimo repertório de bandalheiras consumadas nos mandatos anteriores. Foi logo avisando que o BNDES tornaria a torrar dinheiro em empréstimos a países governados por caloteiros amigos. E que outros bilhões sumiriam no naufrágio dos estaleiros necessários para transformar o Brasil numa potência naval. Anunciar dois desastres desse porte em menos de dois meses de governo não é pouca coisa. Mas não era tudo, alertou na última semana de fevereiro a notícia inverossímil: o trem-bala está de volta.    

Lula foi logo avisando que o BNDES tornaria a torrar dinheiro em empréstimos a países governados por caloteiros amigos | Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Ao contrário da gastança do BNDES e da exumação da indústria naval, a alma penada que Dilma Rousseff fingiu sepultar em 2014 saiu da cova sem estardalhaço. Oficialmente, o governo não tem nada com isso. Desta vez, a construção do colosso sobre trilhos caberá à iniciativa privada. Visto de perto, é a cara do trem que no começo de 2008, quando apitou pela primeira vez numa curva do Plano de Aceleração do Crescimento, vulgo PAC, custaria R$ 20 bilhões, seria licitado em 2009 e começaria a voar sobre trilhos em 2014. Em julho de 2010, o presidente Lula e a candidata Dilma Rousseff avisaram que o preço havia subido para R$ 33 bilhões e a inauguração ficara para 2016. Sem ter completado a fase do edital, ficou 50% mais caro e dois anos mais demorado.  

Dilma sempre teve “muito respeito” pelo ET de Varginha e nunca perdeu a fé no trem-bala que, entre tantas outras consequências miraculosas, traria para São Paulo as praias do Rio

“Vai ter gente que não vai gostar, porque estamos gastando dinheiro no trem-bala”, recitou Lula em julho de 2010. “Essa gente quer fazer um trem lesma, mas nós queremos logo o bicho mais ligeiro. O pessoal viaja para a China e lá o trem é maravilhoso, mas aqui no Brasil é aquele toc-toc pendurado. O Brasil tem competência e vamos fazer.” No mesmo mês, numa entrevista ao Programa do Ratinho, a candidata avalizou a promessa do padrinho: “Nós fomos, eu acho, o governo que mais importância nos últimos anos deu ao trem”, fantasiou. O entrevistador pediu mais detalhes sobre o trem-bala.  

Depois de informar que as cidades às margens da ferrovia que ligaria o Rio de Janeiro e São Paulo ficariam parecidas com sucursais da Noruega, fechou o palavrório caprichando no dilmês castiço: “Agora, cê imagina que aqui o pessoal de São Paulo pode saí, passá lá, chegá e passá o dia lá em São Paulo, tomá banho de mar e voltar”, previu. Incapaz de acreditar na existência da inflação ou de ver o corrupto que está a um palmo do nariz, Dilma sempre teve “muito respeito” pelo ET de Varginha e nunca perdeu a fé no trem-bala que, entre tantas outras consequências miraculosas, traria para São Paulo as praias do Rio.  

Durante a campanha eleitoral, a Mãe do PAC e Benfeitora dos Empreiteiros de Estimação admitiu que os trabalhos de parto custariam 53 bilhões e sofreriam novo atraso. Mas o filhote preferido estaria apitando antes de 2020 na linha Rio–São Paulo. O número de estações dependia do local e da plateia do comício. No início da campanha eleitoral, não havia escalas no trajeto. Em poucas semanas, nasceram dez estações, que subiram para 11 durante uma discurseira em Aparecida. 

Há muitas décadas os romeiros a caminho do santuário vencem a pé centenas de quilômetros. Estava na hora de embarcarem num trem-bala, veloz como tantos e mais chique que todos. Para escolher o melhor, Dilma examinou pessoalmente produtos fabricados na Itália e na Alemanha. Nunca revelou por quais motivos preferiu o modelo italiano, e solicitou ao fabricante uma proposta detalhada. Dilma não voltou a visitá-lo. Nem pagou a quantia combinada ao fazer a encomenda.    

YouTube video

Em 2014, quando Dilma confessou que o trem-bala deixara de figurar entre as prioridades do governo, não houve choradeira. Nem havia motivos para tanto: o enterro aparente da ideia de jerico não incluiu a estatal inventada para cuidar exclusivamente das obras. A sobrevivência da Empresa de Transporte Ferroviário de Alta Velocidade S.A., a ETAV, subordinada ao Ministério dos Transportes, transformou a maravilha ferroviária semimorta na única alma penada com direito a sede própria e funcionários pagos para devolver-lhe a saúde assim que surgisse alguma chance. 

Nos últimos nove anos, a ETAV mudou duas vezes de nome. Em 2017, chamava-se Empresa de Planejamento e Logística (EPL), empregava 143 funcionários e consumia R$ 99 milhões anuais. Depois virou Infra S.A., e até agora não deu um pio sobre a Deliberação nº 47 divulgada no fim de fevereiro pela Agência Nacional de Transportes Terrestres, que outorgou à empresa TAV Brasil, constituída há um ano com capital de R$ 100 mil, autorização para “a construção e exploração de estrada de ferro entre São Paulo e o Rio de Janeiro pelo prazo de 99 anos”. Tradução em língua de gente: Lula quer de novo um trem-bala. Faltam dinheiro, projeto, cálculos financeiros, vagões e locomotivas. Mas sobra arrogância. E sempre sobrarão empresários sedentos de verbas federais.   

Mesmo vereadores de grotão sabem que essa onerosa modernidade costuma coroar a montagem de uma ampla e eficaz malha ferroviária. Os governos do PT enxergam no trem-bala o começo da reconstrução de uma rede devastada pela incompetência, pela estupidez e pela ladroagem. Lula continua a achar que o Brasil tem tudo para matar de inveja o maquinista do trem-bala chinês. Nenhuma surpresa. Ele também acha que Napoleão invadiu a China.      

Dilma Rousseff | Foto: Ricardo Stuckert

Leia também “O purgatório dos inocentes”      

28 comentários
  1. Elisa Carpim Corrêa
    Elisa Carpim Corrêa

    Excelente.

  2. Sílvia de Fátima Alves Dantas
    Sílvia de Fátima Alves Dantas

    Arnaldo, boa tarde! Parabéns pelo seu comentário.
    A mídia corrupta do nosso país não se posiciona nunca sobre nada: Nisso o Congresso Nacional e o Judiciário desgraçam a vida das pessoas. Abraço!

  3. Antonio Mantovani
    Antonio Mantovani

    Um belo comentário, Amigo. Para a essa que se acha grande, o “em frangalhos”, deve custar alguns milhões para o partido do nine!

  4. Paulo Nogueira
    Paulo Nogueira

    Como os ratos medíocres não sabem construir, apenas destruir, basta alguém propor a construção de alguma coisa que eles saem das profundezas da irracionalidade para tentar boicotar.

  5. Adilson F Camargo
    Adilson F Camargo

    NÃO VAI DAR CERTO, pois apresenta excelentes condições para 3, 4 bandidaças, se fingirem de passageiros e num determinado ponto da viagem, colocarem o cano no pescoço de quem quiserem e (certamente, pré-combinados com os condutores do t-b) descerem na estação seguinte, livres, leves e solto… Aqui é BR.

  6. Valesca Frois Nassif
    Valesca Frois Nassif

    Nada como um bocado de ironia e sarcasmo pra nos ajudar a engolir esse enorme descalabro . Obrigada e parabéns, mestre Augusto, por sempre nos esclarecer com o esmero e competência de seus artigos!

  7. André Santos Vieira
    André Santos Vieira

    O mais curioso dessa história é que um dos sócios da TAV Brasil é ex-advogado do Eduardo Cunha. Imagina o rabo preso que o Lula deve ter com esse sujeito.

  8. Eurico Schwinden
    Eurico Schwinden

    A foto é uma síntese do que foi o Regime Lula – no caso com Dilma na boleia de um caminhão se fazendo passar por uma locomotiva. Estamos na Ferrovia da Soja, que só chegou ao Porto de Itaqui (MA) no governo Bolsonaro. Imagem tão falsa como esta aconteceu em um dos trechos do que seria a Transnordestina (RS$ 6 bilhões). Para “inaugurar” um trecho de menos de um quilômetro no Piauí foi levada uma locomotiva de um trem urbano de Fortaleza. Nessa república petista daria para fazer um painel com os bilhões que Lula e seu ministro Geddel Vieira Lima enterraram junto com a esperança dos nordestinos. A Transposição que não levou uma gota de água para o semiárido consumiu RS$ 9 bilhões. A água finalmente chegou ao Castanhão, no Ceará, mas as comportas foram fechadas assim que Lula sentou na cadeira presidencial. E quem pode esquecer que ele jurou concluir uma obra sonhada por Dom Pedro II.

  9. J V DETONI
    J V DETONI

    Só uma quadrilha mal intencionada para pensar em trem-bala. Esta seria a etapa final da modernização de toda nossa malha ferroviária sucateada, com ênfase no transporte de cargas e posteriormente de pessoas. Nos países mais evoluídos o trem-bala surgiu depois de já ter consolidada uma estrutura de rede ferroviária bem modernizada. É um gasto enorme para uma finalidade bem limitada em termos de benefícios para a população e para a economia. Mas acredito que a roubalheira no meio do caminho não permitirá que o projeto se concretize.

  10. Angela Leite de Souza
    Angela Leite de Souza

    Esse comentário – brilhante como sempre – me leva a pensar em outras acepções do substantivo composto trem-bala. Trem, para os mineiros (conterrâneos da ex-presidenta) é qualquer coisa, é um troço a-toa, entre seus inúmeros usos. Bala, noutro contexto, é um doce muito gostoso, que vai se dissolvendo devagar na boca, tal e qual a esperança dos 80% de brasileiros que acreditaram até o fim (trágico, para muitos deles) na reeleição de seu líder. Mas também me faz pensar que o tiro ainda pode sair pela culatra…

  11. DLR
    DLR

    Esse desgoverno quer mesmo é entregar um país quebrado em 2026 para cair fora depois e deixar que outros o reconstruam novamente nos quatro anos seguintes para, em seguida, retornar para fazer tudo de novo. Essa turma nunca deu a mínima para seriedade, austeridade e crescimento responsável. Um bando de calhordas e patifes.

  12. Alfredo Gouveia
    Alfredo Gouveia

    Essas eleições foram igual rifa de cartela, o vendedor sabe o nome q irá sair, o lula sabia q iria ganhar… Construir ferrovia p um trem q irá destruir o orçamento, q inclusive a época nenhuma empresa entrou no leilão p concessão, será uma obra igual a nota estações de metrô, só beleza e altos gastos, necessidade não tem

  13. Mozart
    Mozart

    O que se pode comentar dessa insanidade!!!!Deus nos salve!!!!

  14. RODRIGO DE SOUZA COSTA
    RODRIGO DE SOUZA COSTA

    Esse governo é o que foi escolhido pelo povo brasileiro. É daí para pior, vamos ter retórica, palavras de ódio, empreiteiras do bem, só não vamos ter futuro.

  15. David Peixoto Sampaio
    David Peixoto Sampaio

    Isso que Lula faz, é vomitar na cara dos brasileiros, sem dó! O Brasil não é potência nem para cuidar da Amazônia, proteger suas fronteiras contra o tráfico de minérios, proteger os Ianomamis, quanto mais potência marítima que precisa de navios!!!! É assalto explícito, como antes. Prende logo para evitar toda aquela ladainha. Outra, o Brasil está na encruzilhada dos fertilizantes… Trem bala vai trazer uma bela safra de milhões. Empresta esse dinheiro para a iniciativa privada ir a procura desses fertilizantes e para proteger e explorar a riqueza da Amazônia e do Brasil!!!

    1. David Peixoto Sampaio
      David Peixoto Sampaio

      Melhor, não tirem o dinheiro dos investidores com impostos. Privatizem a Petrobras e a Estatal de Fertilizantes logo antes que Prates faça um ESTRAGO.

  16. Sonya
    Sonya

    Com este desgoverno nao acredito que os resultados serao positivos.

  17. Sonia Canales Antonio
    Sonia Canales Antonio

    Testando envio de comentário

  18. Antonio Carlos Neves
    Antonio Carlos Neves

    Augusto, quando você vai para a direção da TV CULTURA, para vermos um jornal sério e responsável e um RODA VIVA dos velhos tempos de Augusto Nunes?. Afinal o governo agora é TARCISIO DE FREITAS. Vamos lá pessoal da revista oeste e remanescentes da JP, levantar a audiência da TV CULTURA.

  19. Osvaldo Pasqual Castanha
    Osvaldo Pasqual Castanha

    Plagiando Cícero: “Quo usque tandem abutere, Lula, patientia nostra?
    Quam diu etiam furor iste tuus eludet? Quem ad finem sese effrenata iactabit audacia?” Traduzindo: “Até quando, Lula, abusarás da nossa paciência? Por quanto tempo a tua loucura há de zombar de nós? A que extremos se há de precipitar a tua desenfreada audácia?”

  20. Zilda Braga Gomes
    Zilda Braga Gomes

    Adoro seus comentários, Augusto Nunes.
    Você é tão sarcástico!

  21. Jose Carlos Rodrigues Da Silva
    Jose Carlos Rodrigues Da Silva

    Agora com o aval do STF, roubar é a tona desse governo.

  22. Joel Luiz Oliveira Rios
    Joel Luiz Oliveira Rios

    Este projeto é apenas mais uma estratégia deste partido ladrão chamado PT, partido dos trapaceiros, o qual visa mais uma vez se apossar de milhões e milhões do nosso dinheiro, aumentando cada vez mais a riqueza do dono e seus comparsas. Meu Deus, se 4 meses já seria de mais, imagina 4 anos. Desta vez o Brazuela vai chegar com força, ou, precisamos de algum modo legal, impedí-los logo no início da aventura louca e suicida para com a nação brasileira.

  23. Thais de MORAES Machado Suppo Bojlesen
    Thais de MORAES Machado Suppo Bojlesen

    Augusto Nunes, não há nem o que falar , é sentar e chorar!

  24. Dalva da Silva Prado
    Dalva da Silva Prado

    O senso de humor do lúcido Augusto Nunes, consegue aliviar nosso desânimo, diante de tantas “propostas jeguinianas” desse desgoverno, que muito nos envergonha.

  25. Stella Maris Falcão Marques Pereira
    Stella Maris Falcão Marques Pereira

    Excelente!! A arrogância desse governo assusta!

  26. ANNA M F DE MELLO
    ANNA M F DE MELLO

    Com um conhecimento gigantesco da atuação dos autores e colaboradores das mazelas bilionárias impostas ao nosso país Augusto Nunes, numa rajada de humor, nos conscientiza do que foi, é, e está por vir. Mas o riso morre em seguida, deixando-nos expostos ao absurdo, ao ridículo, ao amargo pesadelo que nos cabe enfrentar.

  27. Mara Nadia Jorge Mattos
    Mara Nadia Jorge Mattos

    A revista oeste se supera a cada edição, mas tenho calafrios pois teremos essa quadrilha de corruptos no poder por pelo menos quatro anos (e basta). Os q fizeram o “L” caiam na real (vai doer no bolso) e vejam o desastroso governo do Luladrão.

  28. Luiz Antônio Alves
    Luiz Antônio Alves

    Estou pautando assunto para o programa Fim da Picada.
    Olhando a garota propaganda do MST, Benedicta da Silva, é possível ver o que passa autorizado pelos agentes que fiscalizam a propaganda enganosa no Brasil. Ela fala muito bem dos produtos orgânicos produzidos pelo MST “sem trabalho escravo”. Sabe-se que o MST é um sub-produto da febre comunista. O regime que o MST simboliza pela sua luta pelas terras dos outros, e produtivas, tem em seu DNA e em suas mãos, o sangue das vítimas dos regimes ditatoriais sanguinários comunistas. Também tem em cabeças vulneráveis o cunho criminoso de invadir propriedade privada e praticas atos violentos e antidemocráticos. Sendo assim, este programa faz uma enquete entre seus admiradores para que respondam se também é válido boicotar produtos do MST.

  29. DONIZETE LOURENCO
    DONIZETE LOURENCO

    O turismo na Europa corre sobre trilhos.
    A Transiberiana é a maior ferrovia do mundo com quase 10 mil quilômetros ligando Moscou a Vladivostok na divisa entre Rússia e Correia do Norte. E como o Augusto mencionou compõe uma rede que interliga outras ferrovias.
    Aqui em terras tupiniquins com Lula e seu bando na administração do país, esse “projeto” somente fará sentido para o PAC – Programa de Aceleração da Corrupção.

  30. LUIZ PRADO
    LUIZ PRADO

    Como bons analfabetos de escassos neurônios, não conseguem usar a expressão consagada internacionalmente: trem de alta velocidade. Acham que trem-bala é um melhor marketing para o povão, que não terá recursos para andar nele, se jamais for implantado. Concessão dada a uma empresa com capital de R$ 100 mil – da facção Amigos dos Amigos – que agora está em busca de investidores de verdade, fingindo não saber que não temos a tecnologia e nem a mão de obra qualficada sequer para assentar os trilhos no nivelamente correto para esse tipo de equipamento. Vão querer que o pixuleco seja pago como? Trazendo de volta as antigas empreiteiras que faturavam por medição, e não mediante contratos do tipo EPC (que eles nem sabem o que é)?

  31. Carlos Perktold
    Carlos Perktold

    Oeste é um extraordinária revista, cheia de jornalistas brilhantes, mas eu tenho dor nas entranhas cada vez que a leio toda semana de tanta revolta e ódio pelas claras denúncias que ficam por isso mesmo. Estamos esperando um 1789?

Anterior:
‘O estado de espírito modula o sistema imunológico’
Próximo:
Carta ao Leitor — Edição 225
Newsletter

Seja o primeiro a saber sobre notícias, acontecimentos e eventos semanais no seu e-mail.