O Guevara da Daslu

Faça como Doria. Pare diante do espelho, fale meia dúzia de clichês do humanismo de butique e note que você também tem um corpinho de centro-esquerda

João Doria propôs a formação de uma aliança de “centro-esquerda”. É uma iniciativa importante. No centro estará o gel; na esquerda, o Rolex. Política tem que ser feita assim: com ciência e pragmatismo. É claro que pode haver atritos — se a esquerda se chocar com o centro, por exemplo, o Rolex pode ficar melecado de gel e o topete pode ser desfeito. São os riscos inerentes à atividade de todo político arrojado. Viver é arriscar.

Se a lambança provocada por um conflito dessa ordem — centro X esquerda — chegar a impedir o grande líder de ver as horas (no caso de o visor do Rolex ficar embotado de gel), não será motivo para pânico. Nessas horas é que se revela a frieza do estadista. Doria dirá para si mesmo: “Fique em casa”.

É a decisão mais segura para um gestor impedido momentaneamente de monitorar a passagem do tempo. É bem verdade que tempo é dinheiro, mas, para quem é capaz de paralisar o maior Estado da Federação com um jato de demagogia, fazer o tempo parar é brincadeira de criança. Como diria Paulo Coelho, mago que é mago boicota o seu país e ainda tira onda de empático. A magia pode tudo.

Pode por exemplo permitir a uma personalidade afagar o maior ladrão do país e não cair em desgraça. Essa é mais uma magia que une Paulo Coelho e João Doria — o primeiro cortejando Lula lá da Suíça (distanciamento social e criminal) e o segundo promovendo um congraçamento pandêmico com o meliante petista: “O vírus não escolhe ideologia. O momento é de foco”. Se o Rolex fica bem na esquerda, por que Doria também não poderia ficar?

É bem verdade que, como diria o companheiro Newton, um Rolex e um Lula não podem ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo. Um dos dois vai sumir — seja no bolso ou no xadrez. São os problemas da nova esquerda, que Doria certamente saberá contornar — com foco, ciência, empatia e gel. Sendo uma frente de centro-esquerda, uma possibilidade seria puxar Lula mais para o centro, deixando-o distante do Rolex. Talvez dando a ele uma embaixada no Guarujá, que é no centro (da mamata). Se a OAS concluir de uma vez por todas o elevador privativo do tríplex, a tendência é Lula aceitar.

A nova esquerda Rolex há de chegar lá, salvando vidas com um choque de gestão e gel

Doria anunciou por vídeo o plano de criação da frente de centro-esquerda, que já está sendo chamada de Resistência Penteada. Ele estava sozinho na imagem, entre quatro paredes, de máscara. Já tendo tido covid e não tendo ninguém no mesmo ambiente representando risco de contágio, o uso da máscara pelo gestor dividiu opiniões. Uns acharam que ele estava escondendo a cara devido ao conteúdo de sua mensagem — constrangedora mesmo para um profissional da impostura.

Outros, porém, garantiram ter evidências científicas de que Doria é imune a constrangimentos — e que essa imunização consumiu décadas de desenvolvimento, num processo muito mais seguro que o da vacina chinesa. A prova dessa imunidade seria a desenvoltura com que o governador saiu chutando números de vidas salvas pelo seu lockdown desvairado, usando o nome do Instituto Butantan para inventar uma equação quarentenal de décimo terceiro grau (foca o 13).

A realidade desmentiu a alegoria sanitária do líder de centro-esquerda, com levantamentos em centros universitários como Stanford e Harvard demonstrando que não houve menos óbitos nas regiões onde as medidas de trancamento geral foram executadas com maior rigor. Ainda apareceu a Argentina, campeã do lockdown, ultrapassando todos os vizinhos em mortes por milhão. Mas o populismo argentino é mambembe. A nova esquerda Rolex há de chegar lá, salvando vidas com um choque de gestão e gel. Não vai sobrar um único argentino despenteado. E todo mundo sabe que a resistência ao fascismo começa pela cabeça.

Doria, Lula, Covas, Boulos, Fernando Henrique, Alexandre Frota, Witzel, Caiado, enfim, toda a nova esquerda está se unindo no partido da Covid 22 — o presente de Deus, como verbalizou Jane Fonda, falando por tantos confinados nos armários de todo o planeta. Otário é você, que com essa dinheirama de bilionários sensíveis e ditadores conscientes rolando solta por aí continua teimando em viver sem mesada.

Ainda está em tempo. Pare diante do espelho, fale meia dúzia de clichês do humanismo de butique e note que você também tem um corpinho de centro-esquerda. Aí é só sair pedindo ao tiranete mais próximo que obrigue as pessoas a fazer coisas na marra. Invente uma coisa nova, tipo proibir as crianças de desenharem Papai Noel sem máscara — com pena de prisão dos pais por genocídio culposo. Você vai arrasar — e vai chover na sua horta. Vai pensando no modelo do Rolex.

Também de Guilherme Fiuza, leia o artigo “A magia do boicote”

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

62 comentários Ver comentários

  1. Fiuza você é o meu referencial.
    Lúcido, escreve com uma verve genial. Parabéns nunca mude, como fez seu colega de profissão Diogo Mainardi.
    Me cansei de ler o besteirol que esses pseudos jornalistas e comentaristas políticos, ultimamente querendo aparecer mais do que uma primadona, estão escrevendo em folhetins como a Crusoé, Antagonista e outros pasquins.
    Um forte abraço.

  2. Fiuza, meu nobre, parabéns pelo seu sarcasmo/realismo.

    “Outros, porém, garantiram ter evidências científicas de que Doria é imune a constrangimentos…” NÃO ESQUEÇAM QUE A FIGURA EM QUESTÃO FOI EXPULSA DO MINISTÉRIO DO TURISMO, NA GESTÃO SARNEY! PASMEM, VOCÊS NÃO LERAM ERRADO. NA GESTÃO SARNEY!!!

  3. Parabéns Fiúza!! Continue sendo Jornalista e não militantes safados!! Quanto a Cruzoe , nem moral tem . Se associou a Empiricus p/lucrar na bolsa inventando notícias . Vergonha!!!

  4. Não acredito ser possível nenhuma candidatura com esse pulha de cabeça de chave. Ele perdeu do Marcio França, na cidade de São Paulo, na eleição para Governador, somente foi eleito porque o interior conservador, viu com desconfiança uma candidatura do PSB e acabamos dando chance a um “deslumbrado” virar Governador de São Paulo e continuar fazendo lobby, agora pra os chineses. Não vamos errar duas vezes: fique em casa Dória!

  5. Legal Fiúza, que estilo “escancarante” da hipocrisia dos humanistas netflix, adeptos da quarentena regada a ifood, preocupadíssimos com o povo.

  6. Pois o humor irônico do Fiúza ficou melhor com derrocada final do PT,PSol,Pcdob,PSDB,PMDB e esquerda em geral nas eleições.Gel e Rolex.Valeu Fiúza.

  7. Excelente artigo e ironia.
    Esse governador faz tudo que quer em nome da ciência.
    O povo percebe, deixa o almofadinha brincando de gestor moderno.
    O julgamento dele vai chegar!!!

  8. Nossa! Que sorte a minha! Olha que cheguei a pensar em assinar a Crusoé, mas, a tempo, percebi o viés desonesto em relação às .necessidades reais sobre informação e crítica . Aqui a gente recebe esse presente! Crítica irônica, mas bem real e centrada no que é produtivo, crônico e o que realmente interessa ao debate analítico de nossa política.

  9. Fiuza é espetacular nos artigos bem humorados que nos transmitem o falso comportamento democrático da maioria de nossos políticos, e neste em especial dedicado ao oportunista, mal caráter, e inconveniente João Doria, que conseguiu me iludir aos 70 anos de idade, filiando-me ao PSDB partido que acompanhava desde Montoro e Covas, para apoia-lo em suas prévias as eleições municipais.
    Devo dizer que sai do PSDB, logo após o falso BolsoDória se revelar mau caráter desqualificando o pronunciamento do presidente Bolsonaro na ONU, já no primeiro ano de governo. FHC meu ex idolo, revelou-se recentemente preconceituoso, invejoso e ciumento, ressuscitando para unicamente pedir a cabeça de Bolsonaro, esquecendo-se do que escreveu em seus “diários da presidência”. Outro mau caráter, ou caduco.
    Fiz todo este esclarecimento para ressaltar que ainda tenho algum sentimento positivo com relação a Bruno Covas apesar de alguns erros cometidos nesta grave pandemia, e portanto entendo que Fiuza erra ao inclui-lo no OCTETO esquecendo-se de Ciro, Manuela e até o atual politico Moro que afinal defende Mandetta.
    Já fiz essa consideração no bem humorado artigo anterior de Fiuza que pretendeu transmitir a nós paulistanos que tanto faz Covas ou Boulos. Provavelmente é a visão de um carioca, pois lá é realmente difícil entender quem é o mais santo.
    Abraços Fiuza

  10. Dória centro-esquerda lockdowniana, Rolex-gel e calça aperta-saco é Orwelliano. Vou votar no Dalai Lá, transfiro o meu e-titulo amanhã.
    Brilhante Fiuza. Parabéns.

  11. brilhante, se o Ditadoria pensa que vai ser presidente está enganado, principalmente porquer cortou parte das aposentadorias e pensões, pensionista aposentados e seus familiares vão votar em massa contra ele.

    1. Mainardi? Vc quer dizer o “Mãe Mainardi”? Esse idiota que afirma que o Presidente não dura mais do que 10 meses?
      É espantoso como o brasileiro tem memória curta. Assinei a Crusoé em dezembro de 2018 e em dezembro de 2019, já descontente com a guinada da linha editorial da revista não consegui impedir a renovação automática. Reclamei, solicitei o cancelamento e a devolução do dinheiro. Nem em sonho!
      Em vista disso continuo exercendo meu direito de opinião – uma vez que paguei – , sempre postando comentários contrários ao que esse “jornalistazinho”escreve e por isso, sou atacado e ofendido pelos seus acólitos. A distância que existe entre o Fiuza e o Mainardi pode ser medida em anos luz.

      1. So’ uma sugestao sobre cancelamento da assinatura da Crusoe’: coloque uma reclamacao no site “Reclame Aqui”…costuma dar resultado a favor do consumidor!

      2. Tb não consegui cancelar.
        Nunca mais me dei ao trabalho de ver a bosta da Crusoé.
        Há poucos dias, recebi msg
        para renovar.
        Como viraram uma bosta, enviei a msg : “vão à merda”. Assunto resolvido.

      3. Alberto, cometi o mesmo erro. Cancelei assinatura e quero distância daquele jornalismo pseudoindependente. Quanto ao Dória, é mais um que colou na popularidade do Bolsonaro para depois colocar em prática sua agenda própria, Incluisive com direito a atacar o presidente.

      4. Excelente! Quando o povo de SP vai para as ruas exigir uma investigação sobre esta tão entusiástica defesa da vacina chinesa. Qual o interesse escuso por parte do Doria nisto? China não coopera com o mundo no entendimento e na solução da pandemia, e quer vender vacina?

      5. Também caí nesse golpe. Só que não abro mais o app – sei lá se conta como “audiência” e eles vão usar como dado falso para enganar mais incautos. Estou guardando o mail cancelando automaticamente depois da 12a, porque se cair mais um centavo no meu cartão eu processo. Além de terem saído do armário, viraram ladrões!

  12. Fiúza, mais um artigo impecável. E aproveitando, já passou da hora de alguém fazer com esse playboyzinho disfarçado de governador o mesmo que foi feito com o Witzel. No mínimo uma investigação… Não acho razoável que essa tara/pressa pela vacina chinesa seja somente pensando em salvar vidas… o que está por trás disso?

    1. Parabéns, mestre Fiuza. Como sempre você e o Augusto Nunes impagáveis na afinada ironia fina. Mas, não nos preocupemos: mesmo pilotando o seu jatinho financiado com dinheiro do BNDES, a carreira política do Doria será tão longa quanto o voo de galinha choca.

      1. Hahaha Fiuza sendo Fiuza! Único e brilhante! 👏🏻👏🏻👏🏻

    2. O ditadoria ja’ tinha viajado p a China, com comitiva politica, em 2019. Ja’ tinha “escritorio” politico (de governo de SP) em Pequim. Ele assinou muitos contratos com empresas chinesas…(vide video em q ele diz sobre investimentos em ferrovias, infraestruturas, etc) que circula na net.

  13. Fiúza querido,seu texto é lúcido e primoroso.Mas este ser ambíguo, oportunista e maléfico,que tive o dissabor de conhecer pessoalmente e bem, não vale uma linha de um escriba competente e sério como vc.

      1. Grande Fiúza sempre.
        Votei nesse lesado contra o Márcio França.
        No Brasil é assim, a gente não vota a favor de (quase) ninguém mas contra a ameaça que representa o outro.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.