5G deve gerar R$ 163 bi em investimentos

Projeção é do governo federal; leilão da nova tecnologia foi marcado para 4 de novembro
-Publicidade-
Torre de Internet | Foto: F. Muhammad/Pixabay
Torre de Internet | Foto: F. Muhammad/Pixabay

O leilão do 5G brasileiro poderá gerar R$ 163 bilhões em investimentos de infraestrutura de telecomunicações nos próximos 20 anos; a estimativa é do governo federal.

Nesta sexta-feira, 24, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou a versão final do edital do 5G, a nova geração de internet móvel, e marcou o leilão das faixas de frequência para 4 de novembro.

Leia mais: “Bolsonaro: ‘Brasil tem, de longe, a matriz energética mais limpa dentre as grandes economias do mundo'”

-Publicidade-

De acordo com o ministro das Comunicações, Fábio Faria, a nova tecnologia levará internet para 40 milhões de pessoas sem conectividade. “A implementação do 5G fará com que possamos colocar o Brasil dentro da economia digital mundial.”

O edital estabelece obrigações de investimentos, como cobertura de rede em rodovias, conexão em povoados e pequenas localidades, conectividade nas escolas públicas e no Norte do país.

A expectativa é que grandes centros como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte poderão receber o 5G no ano que vem. Até julho de 2022, todas as capitais já devem ter a nova tecnologia.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.