Adesão de pagamento por WhatsApp ainda é baixa

Lançada em maio, a funcionalidade restrita e a desconfiança no WhatsApp Pay afugentam consumidores
-Publicidade-
60,46% dos consumidores não confiam na plataforma de pagamento do WhatsApp
60,46% dos consumidores não confiam na plataforma de pagamento do WhatsApp | Foto: Alfredo Rivera/Pixabay

A expansão do consumo digital impulsionou o uso das formas de pagamento on-line. No entanto, o lançamento oficial do WhatsApp Pay, em maio deste ano, não decolou como o esperado. Segundo a nova edição da pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box, realizada no final de julho, somente 7% dos brasileiros com WhatsApp instalado cadastraram um cartão de débito no aplicativo até o momento. Os jovens de até 29 anos detêm o maior porcentual de adesão, 9%, seguidos pelo grupo de 30 a 49 anos, com 7% dos usuários, e 5% no grupo com 50 anos ou mais.

Leia mais: “Divulgar conversa de WhatsApp sem autorização gera dever de indenizar, decide STJ”

Estratégias para atrair os desconfiados

-Publicidade-

A falta de confiança no aplicativo é o principal motivo da rejeição. De acordo com uma pesquisa da Akamai Technologies, empresa especializada em segurança digital, a confiança dos brasileiros no WhatsApp Pay é baixa, sendo que 60,46% dos entrevistados disseram que não utilizariam a ferramenta por não considerar uma maneira segura de fazer transação financeira. Coincidentemente, um porcentual semelhante, 64,7% dos consumidores, adotaram o Pix.

As restrições do serviço também afastam os potenciais usuários. A funcionalidade está limitada a transferências entre pessoas que tenham cartão de débito de alguns emissores parceiros, como o Banco do Brasil, o Bradesco e o Nubank. O uso do cartão de crédito para compras ainda aguarda a liberação do Banco Central.

Diante da baixa popularidade, o WhatsApp resolveu adotar estratégias de guerrilha, considerando que o Brasil, junto com a Índia, são os países com as maiores bases de usuários na plataforma. Já iniciou uma campanha de mídia mais agressiva para atrair os desconfiados, incluindo anúncios na beira do campo nos jogos do campeonato brasileiro.

Também está lançando um atalho, para estimular o uso dos pagamentos via bate-papo. O ícone deve ficar na barra de digitação da mensagem, posicionado estrategicamente entre o clipe (envio de anexos, mídias e documentos) e a câmera (para tirar foto). Conforme informações da WABetaInfo, esse botão está disponível para alguns brasileiros e indianos que instalaram as versões recentes do WhatsApp beta 2.21.17. A novidade foi liberada inicialmente para Android.

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários

  1. Devido à muitos roubos de dados no app WhatsApp e links suspeitos o Telegram tomou forças e a popularidade do concorrente só aumenta !
    Telegram muito melhor em vários aspectos !!!

  2. Jamais da para usar pagamentos pelo whats. Já utilizam todas as comunicações para outros fins, imagina de cartões de crédito. Pior cego é aquele que não quer ver.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro