Anatel vai usar aplicativo para fiscalizar redes 5G

A ferramenta será usada para mapear 'áreas de sombra' e notificar as prestadoras do serviço

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
Inicialmente, as empresas concentraram a instalação de antenas em regiões com maior densidade de usuários
Inicialmente, as empresas concentraram a instalação de antenas em regiões com maior densidade de usuários | Foto: Divulgação/Pexels

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vai intensificar o monitoramento da qualidade da rede 5G de internet, por meio do uso de um aplicativo que faz a medição do desempenho da tecnologia.

A ferramenta, chamada de EAQ, já está disponível para ser usada em celulares e servirá para mapear “áreas de sombra”, onde o sinal 5G mostra instabilidade. Isso ajudará a Anatel a cobrar maior eficiência das operadoras. A coleta de dados pelo órgão regulador já estava prevista na atual fase de implementação do regulamento de qualidade dos serviços.

“O mais interessante do aplicativo é que, ao mesmo tempo em que informa o usuário sobre a velocidade da conexão em determinada região, também remete os dados para a Anatel, que vai definir um selo de qualidade para cada operadora em cada cidade do país”, disse o superintendente de obrigações da Anatel, Gustavo Borges, em entrevista ao jornal Valor Econômico.

-Publicidade-

Até agora, a rede 5G de internet foi lançada em 12 capitais do país. As empresas responsáveis pelo serviço (Claro, Tim e Vivo) têm instalado um número de antenas acima da quantidade mínima estabelecida no edital de venda das licenças, privilegiando regiões com maior concentração de usuários.

“Cada teste da rede 5G vai alimentar a nossa base de dados, gerando um mapa de ‘calor’, indicando qual região está melhor ou pior”, indicou Borges.

A Anatel recomenda a instalação do aplicativo oficial por considerá-lo de “fácil manuseio”, sem exigir conhecimento técnico, e oferecer a opção de funcionamento sem consumo da franquia de dados durante os testes.

O técnico da Anatel afirmou que a coleta de dados, além de ajudar a atribuir um selo de qualidade para cada prestadora, vai ser usada no trabalho de notificação das empresas, para que haja melhoria de desempenho das redes. Segundo ele, se isso não tiver resultado, a agência parte para instrução de processo sancionatório, com aplicação de multa.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.