Apple vai reduzir produção de iPhones, informa jornal

Redução ocorre em meio à invasão russa à Ucrânia
-Publicidade-
Apple vendeu 5 milhões de iPhones na Rússia em 2021
Apple vendeu 5 milhões de iPhones na Rússia em 2021 | Foto: Jan Vašek/Pixabay

A Apple pretende reduzir em 20% o planejamento original para a produção de iPhones do modelo SE em 2022. O aparelho é a versão de entrada do smartphone.

O jornal japonês Nikkei publicou, nesta segunda-feira, 28, que a empresa já começou a comunicar os fornecedores que pretende reduzir a fabricação em 2 milhões ou 3 milhões de unidades.

Segundo a publicação, a Apple também reduziu os pedidos de seus fones de ouvido AirPods em mais de 10 milhões de unidades para 2022. No ano passado, a empresa comercializou cerca de 80 milhões de unidades desse produto.

-Publicidade-

O impacto na oferta estaria ligado a mudanças no mercado, em virtude da invasão russa à Ucrânia. Moscou enfrenta diversas sanções econômicas por causa da guerra, e os russos compraram cerca de 5 milhões de iPhones no ano passado. A Apple interrompeu as vendas no país desde que o conflito teve início.

A Counterpoint Research, empresa que monitora a produção de tecnologia, revisou para baixo a expectativa de crescimento para o mercado de smartphones em 2022. A projeção atual prevê expansão de 5%.

“A guerra Rússia–Ucrânia provavelmente terá efeitos colaterais em todo o mercado europeu e na demanda do consumidor”, disse Wang, analista da Counterpoint Research ao Nikkei.

Leia também: “Devagar, malfeito e complicado”, artigo publicado na Edição 102 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Só TROUXA compra isso. Não que não preste, mas pelo custo-benefício. Pelo que se paga numa porcaria dessas, pode-se comprar um excelente smartphone com Android OS. Deve ser o “charme” da maçã mordida. A grande diferença está entre aqueles que desenvolvem aplicativos para smartphones: enquanto a Google oferece todos os incentivos e vantagens, a turma da maçã quer apenas o dinheiro do programador e do idiota do usuário. E depois dizem que “desenvolver app para IOS dá dinheiro”. Só para eles, é claro. Trouxa é quem compra isso.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.