As big techs na mira da Justiça

Meta e Google sofreram novas derrotas e foram multados na Coreia do Sul e na Europa

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
As companhias são investigadas por violações de privacidade
As companhias são investigadas por violações de privacidade | Foto: Divulgação/Pixabay

Pelo mundo, os governos estão apertando o cerco contra as violações praticadas pelas big techs, entre elas as de privacidade e de concorrência desleal.

Na Coreia do Sul, o Google e a Meta — dona do Facebook — foram multados pela Comissão de Proteção de Informações Pessoais do país nesta quarta-feira, 14.

Em um comunicado, o governo afirmou que as big techs coletaram e analisaram informações comportamentais dos usuários para usá-las em anúncios personalizados sem o consentimento do público. A comissão multou o Google em US$ 50 milhões e a Meta em US$ 22 milhões.

-Publicidade-

“Discordamos e revisaremos a decisão completa assim que for compartilhada conosco”, informou o Google à agência de notícias Reuters. “Sempre demonstramos nosso compromisso em fazer atualizações contínuas que dão aos usuários controle e transparência.”

Já a dona do Facebook ressaltou que a empresa atua de maneira legal no país. “Embora respeitemos a decisão da comissão, estamos confiantes de que trabalhamos com nossos clientes de maneira legalmente compatível que atende aos processos exigidos pelos regulamentos locais. Como tal, não concordamos com a decisão”, indicando que a companhia irá recorrer da punição.

Google sofre nova derrota na Europa

A segunda mais alta Corte da Europa manteve a multa de US$ 4,2 bilhões ao Google por uma violação antitruste. A decisão, um dos maiores reveses da big tech, foi anunciada nesta quarta-feira.

O gigante de tecnologia norte-americano já havia recorrido da condenação, no entanto, a decisão foi amplamente confirmada pela Justiça.

“O Tribunal Geral ratifica a decisão da Comissão de que o Google impôs restrições ilegais aos fabricantes de dispositivos móveis Android e operadoras de redes móveis para consolidar a posição dominante de seu mecanismo de busca”, informou a Corte.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Peço desculpas por não conseguir assinar este mês, mas em dezembro não só assinarei a revista como também conseguirei assinaturas para a OESTE. Informação de qualidade.
    O Brasil está fazendo um grande levante e vai impulsionar outros países a fazer o mesmo. Quanto as bigtechs, está na hora deles entenderem que não irão mais manipular a população mundial. Parabéns OESTE. Melhor time jornalistico do Brasil.

  2. Mesmo 4 bilhões é fichinha perto do tamanho do Google. Essas multas não são nada para eles. Precisa tbm tirar o poder de censura das big techs, incluindo Tweeter, YouTube e Instagram.

  3. Excelente! Tem que começar a multar o twitter e Instagram que tiram vídeos alegando violações ou sem mencionar qualquer motivo, sem direito de defesa do consumidor!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.