China restringe acesso de menores a jogos na internet

Governo de Pequim alega que é preciso combater o 'vício em videogames'
-Publicidade-
Foto: StockSnap/Pixabay
Foto: StockSnap/Pixabay

Com o regresso às aulas no início de setembro na China, o governo do país comunista estabeleceu novas regras para limitar o acesso de menores de 18 anos aos jogos online. A medida torna os videogames na internet disponíveis apenas entre as oito e as nove da noite de sextas, sábados e domingos para essa faixa etária.

Leia também: “Novo negócio: Netflix quer entrar no mercado de games”

A decisão foi impopular entre os mais jovens. Uma estudante ouvida pelo jornal South China Morning Post reclamou de não poder relaxar jogando online depois de um dia longo na escola. A adolescente de 13 anos ficava em média 3 horas por dia nessa atividade.

-Publicidade-

Contudo, o governo de Pequim alega que é preciso combater o “vício em videogames”, que é classificado pela Organização Mundial da Saúde como um transtorno mental.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro