EUA alertam empresas para risco de ataques cibernéticos

Governo norte-americano detectou 'crescente informação' de que a Rússia avalia lançar ciberataques a alvos de infraestrutura
-Publicidade-
O governo norte-americano tem alertado empresas do país das ameaças representadas pelos hackers do governo russo
O governo norte-americano tem alertado empresas do país das ameaças representadas pelos hackers do governo russo | Divulgação/Pixabay

Os Estados Unidos estão alertando as empresas norte-americanas a reforçarem a segurança digital dos seus negócios. Isso por causa da “crescente informação” de que a Rússia estuda lançar ataques cibernéticos a alvos de infraestrutura.

De acordo com a Casa Branca, algumas companhias ignoraram avisos das agências federais dos EUA para repararem seus programas de computador. Essas fragilidades podem abrir brechas para hackers russos, segundo o governo.

A Agência de Cibersegurança e de Segurança de Infraestrutura dos EUA lançou uma campanha de “empunhar escudos” destinada a ajudar as empresas a fortalecer suas defesas. A agência orientou as empresas a fazer cópias de segurança para seus dados e adotar métodos de autenticação, como a biometria.

-Publicidade-

A gestão Biden comunicou não haver informações de que as empresas norte-americanas já estejam sendo atacadas. Contudo, advertiu para o aumento de “atividades preparatórias” do governo estrangeiro, como o escaneamento de sites e buscas por vulnerabilidades, comum entre hackers.

Em pronunciamento, Biden disse que a Rússia poderia lançar ciberataques contra alvos americanos em retaliação aos “custos econômicos sem precedentes que impusemos” à Rússia por meio de sanções. “É parte da estratégia”, afirmou.

Ataques cibernéticos

A Rússia é considerada uma potência em hackeamento, mas seus ciberataques ofensivos, desde que invadiu a Ucrânia, foram discretos em relação ao que se temia. A Rússia coordenou ataques cibernéticos significativos contra a Ucrânia nos últimos anos, entre os quais o devastador ataque NotPetya, de 2017, que foi de longo alcance e amplo espectro e causou mais de US$ 10 bilhões em prejuízos globalmente.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.