‘Healthtech’ brasileira recebe aporte de US$ 33,3 milhões

Trata-se de um dos maiores investimentos em uma 'startup' de saúde nacional
-Publicidade-
Gestora de saúde individual, a empresa nasceu em meio ao surto de coronavírus
Gestora de saúde individual, a empresa nasceu em meio ao surto de coronavírus | Foto: Divulgação/Flickr

healthtech de saúde brasileira Alice anunciou nesta quinta-feira, 11, que levantou US$ 33,3 milhões (R$ 178,8 milhões) em investimentos. Os recursos foram injetados pela consultoria norte-americana ThornTree Capital Partners. Trata-se de um dos maiores investimentos em uma startup de saúde nacional. Com o dinheiro, a Alice promete sustentar seu ritmo de crescimento, que segundo a empresa, tem sido de 51% ao mês em número de usuários.

Leia também: “Startup de saúde levanta R$ 45 milhões em investimentos”

Gestora de saúde individual, a empresa nasceu em meio ao surto de coronavírus oferecendo um plano de saúde que mistura atendimento digital com presencial. O serviço, lançado em junho de 2020, é oferecido através de um aplicativo, que conecta pacientes a profissionais de saúde contratados pela própria startup, além de uma rede de hospitais e laboratórios parceiros, como o Hospital Alemão Oswaldo Cruz e a rede Fleury. A plataforma organiza os dados dos pacientes para históricos em consultas.

-Publicidade-

Com informações do Estadão Conteúdo

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.