Indonésia vai cobrar impostos para criptomoedas

As transações são permitidas no país desde que sejam para fins de investimentos, e não como meios de pagamentos
-Publicidade-
Bitcoins (Foto: Reprodução Pixabay)
Bitcoins (Foto: Reprodução Pixabay) | Foto: Reprodução/Pixabay

A Indonésia, uma das economias mais fortes do continente asiático, vai cobrar impostos em cada transação envolvendo as criptomoedas — moedas virtuais.

A iniciativa, que será implementada já a partir do dia 1º de maio, cobrará uma taxa de 0,1% sobre o valor das operações.

Vale destacar que o governo do país permite que sejam feitas transações com criptomoedas, desde que sejam para fins de investimentos, e não como meio de pagamento, já que as autoridades enxergam as moedas virtuais como uma espécie de mercadoria.

-Publicidade-

As criptomoedas vão entrar na classe de impostos relativos a ganhos de capital com commodities (mercadorias).

Até o fim do ano passado, mais de 11 milhões de pessoas na Indonésia tinham alguma reserva em ativos digitais. Os rumores sobre a taxação, por sua vez, começaram a circular em maio de 2021.

Na época, a Receita Federal da Indonésia já ressaltava que quem lucrasse com negociações envolvendo criptomoedas deveria informar os dados das operações em sua declaração de ganhos financeiros.

“Os ativos de moedas digitais estarão sujeitos ao imposto, porque são considerados uma mercadoria, conforme definido pelo Ministério do Comércio”, afirmaram os reguladores, na sexta-feira 1.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.