-Publicidade-

Internet foi restringida ou bloqueada em 29 países em 2020

Índia é a recordista em bloqueios, com 109 interrupções de conexão no ano passado
Alguns países limitaram o acesso à internet durante o período eleitoral
Alguns países limitaram o acesso à internet durante o período eleitoral | Foto: Bruno Fortuna/Fotos Públicas

O acesso à internet sofreu restrições parciais ou bloqueios em 29 países no ano passado. É o que aponta um relatório divulgado pelo grupo Access Now, que defende os direitos digitais. Segundo o documento, houve 155 restrições em 2020 — número 27% inferior ao registrado em 2019 (213).

Segundo o levantamento, a Índia é o país recordista em restrições, com 109 interrupções ao longo do ano. Destas, 90% se concentraram no território da Caxemira. Entre janeiro de 2020 e fevereiro de 2021, a internet na região se limitou à conexão 2G, com velocidade muito mais baixa do que a 4G, por exemplo.

Leia também: “Parler supera censura e anuncia volta à internet”

Na América Latina, também houve registros de bloqueios ou restrições ao uso da internet, especialmente na Venezuela, no Equador e em Cuba. Na Europa, Belarus restringiu o acesso durante as eleições e no período em que o país foi tomado por uma série de manifestações contra o ditador Alexander  Lukachenko, acusado de fraude eleitoral. Outros cinco países — Guiné, Burundi, Quirguistão, Tanzânia e Togo — também restringiram a conexão durante as eleições.

No levantamento, a Acess Now contou com a colaboração de um pool formado por 243 organizações independentes de 105 países que monitoram bloqueios à internet e ataques à liberdade de expressão pela web em todo o mundo.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.