Parlamentares dos EUA estudam projeto para limitar gigantes de tecnologia

O Facebook, por exemplo, não poderia continuar sendo proprietário do WhatsApp
-Publicidade-
Foto: Simon/Pixabay
Foto: Simon/Pixabay

Na sexta-feira 11, membros da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos apresentaram quatro projetos de lei com o objetivo de conter os gigantes de tecnologia. Um deles as proíbe de possuir subsidiárias que operem em sua plataforma se competirem com outras empresas — medida que forçaria a venda de ativos. O Facebook, por exemplo, não poderia continuar sendo proprietário do WhatsApp.

Leia também: “Google é multado em 220 milhões de euros por monopólio em publicidade digital”

Entre as propostas também está a proibição de que a empresa dê preferência a seus produtos dentro de suas plataformas, com multa de 30% sobre a receita no país da companhia afetada. Se aprovada a medida, Amazon e Google seriam atingidas.

-Publicidade-

“De Amazon e Facebook a Google e Apple, está claro que esses gigantes da tecnologia não regulamentados se tornaram grandes demais e poderosos demais”, afirmou a deputada democrata Pramila Jayapal, que apoiou a medida proposta pelo colega republicano Lance Gooden.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site