Produção de energia nuclear no Brasil ganha reforço

A inauguração da nona cascata de ultracentrífugas amplia a capacidade nacional de enriquecimento de urânio
-Publicidade-
A unidade Angra 1 produz energia nuclear
A unidade Angra 1 produz energia nuclear | Foto: Reprodução/Eletronuclear

Na sexta-feira 26, o Brasil deu mais um passo no aumento de sua capacidade de produção de energia nuclear. A Fábrica de Combustível Nuclear (FCN) inaugurou a nona cascata de ultracentrífugas para a Usina de Enriquecimento Isotópico de Urânio.

Localizada em Resende (RJ), a estrutura vai permitir o atendimento de 65% das demandas anuais da usina de Angra 1, que produz energia nuclear. Desse modo, a capacidade atual aumentou 5%.

A empresa estatal Indústrias Nucleares do Brasil administra a estrutura. O governo federal pretende entregar, em seguida, a décima cascata até 2023.

-Publicidade-

O general Bento Albuquerque, ministro de Minas e Energia, participou do evento. O militar destacou o desenvolvimento do Programa Nuclear Brasileiro para ampliar e diversificar a matriz energética do país, considerada uma das mais limpas do mundo.

De acordo com o ministro, a matriz energética diversificada ajudou a superar a recente falta de chuvas. “Superamos a maior crise hidrológica que o país já vivenciou”, afirmou. “Superamos porque temos competência, sabemos estabelecer a correta governança e também estamos dando continuidade a todos esses programas. Se nós não tivéssemos a energia nuclear, se não tivéssemos nossa matriz hidráulica, que foi muito prejudicada pela crise, se não tivéssemos diversificado a nossa matriz, que hoje é composta basicamente de nove fontes, não teríamos superado esse desafio.”

O governo federal investiu R$ 54 milhões na construção da nona cascata de ultracentrífugas. Por fim, a inauguração faz parte da primeira fase de implantação da Usina de Enriquecimento Isotópico de Urânio, um projeto em parceria com a Marinha do Brasil, que vai auxiliar a produção de energia nuclear no país.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. O Brasil se quiser manter a integridade de seu território precisa fazer duas coisas. A primeira é não deixar a esquerda voltar ao poder, a segunda, é desenvolver armamentos nucleares para a sua defesa.

  2. E precisa ter a capacidade de servir-se da energia nuclear de todas as formas e em todas as suas nuances o mais rapidamente possível! Outra coisa que precisa ser derrubada no Congresso e esse acordo de nã proliferação, que ainda depende da ratificação no Congresso. É isso, ou abri mão da soberania!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.