‘Startup’ recebe aporte para mudar a imagem da mineração

Valor é da ordem de R$ 3 milhões
-Publicidade-
Foto: Divulgação/Flicker
Foto: Divulgação/Flicker | Foto: Divulgação/Flicker

Valor é da ordem de R$ 3 milhões

'startup' recebe aporte
Empresa poderá entrar no marketplace | Foto: Divulgação/Flicker

Fundada em 2018 de modo a melhorar a imagem da mineração brasileira, a startup Minery recebeu um aporte de R$ 3 milhões da venture builder Happy Capital. Dessa forma, poderá entrar no marketplace e negociar com clientes do mundo inteiro. A companhia atua para interligar compradores e mineradoras e facilitar a relação entre eles — os donos da startup criaram um sistema, o Paymine, que mantém o pagamento em custódia até que o pedido seja entregue de fato, similar ao Mercado Pago. Além disso, certifica empreendedores que seguem boas práticas, ou seja, a Minery é responsável por identificar problemas, como trabalho escravo ou infantil, e se há manejo correto de rejeitos. Por esse serviço, cobra valores que variam de R$ 12 mil a R$ 22 mil reais.

-Publicidade-

Leia também: “Para reduzir dívida, Guedes estuda usar reservas cambiais”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.