Tinder desiste do metaverso

Renate Nyborg deixa de ser CEO do aplicativo menos de um ano depois de ter chegado ao cargo
-Publicidade-
CEO queria uma versão do Tinder no metaverso | Foto: Solen Feyissa/Pixabay
CEO queria uma versão do Tinder no metaverso | Foto: Solen Feyissa/Pixabay

O Match Group, controladora do Tinder, vai atrasar o projeto de entrada da rede social de paquera no metaverso. Bernard Kim, CEO da companhia, publicou uma carta aos investidores na terça-feira 2 comunicando a decisão.

No documento, Kim disse ter instruído a Hyperconnect, braço da controladora do Tinder dedicado à realidade aumentada, a “não investir fortemente no metaverso neste momento” em razão das incertezas desse modelo de interação. O executivo afirmou, entretanto, que a empresa continuará avaliando este espaço com cuidado. “Consideraremos avançar no momento apropriado, quando tivermos mais clareza sobre a oportunidade geral e sentirmos que temos um serviço bem posicionado para ter sucesso”, escreveu.

O texto também comunicou que Renate Nyborg deixa de ser CEO do Tinder. Assim, ela sai do cargo menos de um ano depois de tê-lo assumido. A executiva havia estabelecido planos ambiciosos para a versão do Tinder no metaverso — ou “Tinderverse”, como ela o chamava.

-Publicidade-

No segundo trimestre de 2022, o Match Group teve prejuízo de US$ 10 milhões. A título de comparação, a empresa havia registrado lucro de US$ 210 no mesmo período em 2021. A receita operacional, porém, cresceu 9% nesse intervalo, indo de US$ 263 milhões para US$ 283 milhões. Além do Tinder, a companhia controla outros aplicativos de paquera como o Match.com e OkCupid.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.