Twitter adota primeira medida depois de ser vendido a Elon Musk

A rede social bloqueou qualquer mudança na plataforma até a próxima sexta-feira
-Publicidade-
A medida ressalta o momento difícil em que o Twitter vive, enquanto passa de uma empresa de capital aberto para propriedade privada
A medida ressalta o momento difícil em que o Twitter vive, enquanto passa de uma empresa de capital aberto para propriedade privada | twitter - super follows

O Twitter bloqueou mudanças em sua plataforma até a próxima sexta-feira, 29. Isso aconteceu depois que a plataforma aceitou a oferta de US$ 44 bilhões de Elon Musk.

Agora, será mais difícil para os funcionários fazerem mudanças não autorizadas, segundo o site de notícias Bloomberg. Por enquanto, a rede social não vai permitir atualizações de produtos, a menos que sejam críticas para os negócios. As mudanças no produto exigirão a aprovação de um vice-presidente.

O Twitter impôs a proibição temporária para impedir que funcionários que possam estar ofendidos com o acordo “se tornem desonestos”, de acordo com a publicação.

-Publicidade-

A medida ressalta o momento difícil em que o Twitter vive, enquanto passa de uma empresa de capital aberto para propriedade privada. Muitos dos funcionários da empresa ficaram agitados com a ideia de Musk assumir o comando e de quais mudanças podem vir.

Twitter aceita oferta de Elon Musk pelo controle da empresa

A direção do Twitter aceitou na segunda-feira 25 a oferta de compra do bilionário Elon Musk pelo controle total da empresa. O dono da montadora Tesla vai desembolsar cerca de US$ 44 bilhões pelo grupo de tecnologia, em que era o principal acionista desde o início de abril.

Horas antes do anúncio oficial, Musk agitou a rede social com um comentário que sinalizava o acerto. “Espero que até meus piores críticos permaneçam no Twitter, porque é isso que significa liberdade de expressão.”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.