‘Uber do interior’ quer faturar R$ 1,8 mi com franquias em 2021

Ubiz Car está disponível em 13 cidades
-Publicidade-
Ubiz Car faturou R$ 800 mil em 2020
Ubiz Car faturou R$ 800 mil em 2020 | Foto: Divulgação/Ubiz Car

O Ubiz Car, um aplicativo de carona voltado a municípios pequenos, faturou R$ 800 mil em 2020. Iniciado dois anos atrás em Parnaíba, no Piauí, o app está disponível em 13 cidades do interior brasileiro, em quatro Estados. Depois de validar o modelo de negócio, Alécio Cavalcante, fundador da companhia, expandiu a marca por meio de franquias.

As franquias

Para conquistar esse mercado, o empresário precisou ganhar a confiança da população por meio da prestação de serviços. Para isso, Cavalcante contou com a ajuda de gestores locais, que tornaram legal a utilização do aplicativo. O Ubiz Car identifica os carros dos parceiros com o logotipo da companhia, e os colaboradores usam camisetas personalizadas.

-Publicidade-

Os franqueados recrutam a frota de motoristas em suas regiões e gerenciam os canais de relacionamento com o consumidor. Nessas localidades, o acionamento do serviço não pode ser apenas por sites e aplicativos — há canais mais interpessoais, como os atendimentos por WhatsApp e por 0800.

As condições para participar do negócio

O investimento inicial para participar do negócio é a partir de R$ 250 mil. Incluem-se aí a taxa de franquia, a tecnologia da startup (que inclui o aplicativo para os clientes e o painel de controle para o franqueado) e a capacitação para a administração do empreendimento.

Para abrir uma franquia, é necessário ter pelo menos 30 motoristas cadastrados, que atuam como prestadores de serviços. Cavalcante destaca que o Ubiz Car opera conforme a legislação brasileira. “Não há geração de vínculo empregatício com os parceiros”, afirmou.

Em 2021, a expectativa da startup é faturar R$ 1,8 milhão. “Queremos que nosso franqueado não seja limitado a uma cidade”, disse Cavalcante. “A ideia é que ele cresça em uma região e comece a levar para os municípios vizinhos.” O objetivo é que a operação esteja em mais de 30 cidades brasileiras em 2022.

O custo-benefício

O preço mínimo das corridas varia de acordo com o custo de vida da cidade — vai de R$ 5,99 a R$ 10 por viagem. Cavalcante explica que, nessas regiões, é comum o motorista ter de percorrer distâncias mais longas para chegar até o cliente e iniciar a corrida.

Leia também: “Máquinas agrícolas: empresa líder no setor compra startup de tecnologia autônoma”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro