-Publicidade-

Você sabe o que é ‘deep fake’?

Conheças as divertidas e até perigosas formas de usar a tecnologia

Na coluna desta semana da Revista Oeste, o jornalista Dagomir Marquezi desvenda a tecnologia de falsificação de vídeos. Antes caro e complexo, o fenômeno do deep fake torna-se acessível a todos e hoje é usado no cinema, em aplicativos como Tik Tok, na política, e até mesmo para o cometimento de crimes.

Confira um trecho:

“O deepfake como o conhecemos hoje começou a aparecer a partir de 2017 com o uso da inteligência artificial. Está cada vez mais fácil e barato (ou mesmo gratuito) entrar nesse terreno. Já existem até aplicativos para celular. Naturalmente o resultado ainda é meio precário. Mas o processo, extremamente simples.”

Leia o artigo na íntegra: “O deep fake chegou para ficar”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.