Brasil é o terceiro maior produtor mundial de cerveja

O setor vem crescendo anualmente desde 2019
-Publicidade-
Brasil produziu quase 15 bilhões de litros de cerveja em 2021 |  Foto: Reprodução/Pixabay
Brasil produziu quase 15 bilhões de litros de cerveja em 2021 | Foto: Reprodução/Pixabay | Foto: Reprodução/Pixabay

Ao longo de 2022, o Brasil pode fabricar 15,4 bilhões de litros de cerveja. A marca representa uma expansão de quase 8% sobre a produção do ano passado. Atualmente, o país é o terceiro maior produtor da bebida no planeta.

Os números são do Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja (Sindcerv). A produção anual cresce de modo consecutivo desde 2019. Caso a projeção para 2022 se confirme, o salto chegará a 3,2 bilhões de litros. A expansão é de 26% sobre os 12,2 milhões de litros de 2018.

“Nós experimentamos, a partir de 2018 um crescimento constante no volume produzido e vendido no Brasil”, disse Luiz Nicolaewsky, diretor-superintendente do Sindicerv. “Nós projetamos, de acordo com dados da Euromonitor, um crescimento de aproximadamente 8% em 2022. Ressaltando que será um ano de eleições e Copa do Mundo no verão.”

-Publicidade-

Na quinta-feira 31, o Sindcerv vaia lançar no Brasil o Anuário da Cerveja de 2021. A publicação traz informações do setor, muitas delas compiladas a partir de dados do Ministério da Agricultura. “Em 2021, as cervejarias brasileiras registraram 35.741 produtos e 45.984 marcas de cerveja”, informa a pasta.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Seria interessante a Oeste fazer um estudo sobre uma certa excrescência que existe nesse mercado de cervejas. A grande maioria das microcervejarias artesanais faliram, por uma simples razão, não há incentivo a esse segmento no Brasil pois uma micro tem o mesmo tratamento de uma big produtora. O sistema tributário da substituição tributária (ST) mata as pequenas e para por a pá de cal no túmulo, por um lobby das grandes que produzem xarope de refrigerante na Amazônia, estas empresas me parecem (deve ser investigado…) recebem créditos tributários de IPI do xarope (isentos) que são aplicados sobre as cervejas, arruinando a competitividade com as artesanais. Ou seja o Brasil é só para bandidos profissionais. Uma vergonha o Brasil não dar incentivo a milhares de microcervejarias….

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.