Depois de invasão à Aprosoja, CNA defende produtor rural

Entidade cita insegurança jurídica que afeta não apenas o agro, mas a sociedade
-Publicidade-
Militantes do MST vandalizaram sede da Aprosoja em Brasília na quinta-feira 14
Militantes do MST vandalizaram sede da Aprosoja em Brasília na quinta-feira 14 | Foto: Reprodução/Twitter

Um dia depois da sede da Aprosoja Brasil ser vandalizada por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), divulgou um comunicado defendendo os produtores rurais.

A CNA diz que a insegurança jurídica no Brasil é refletida em “riscos gerados pelas invasões de terra, fragilidade dos marcos regulatórios e desproteção jurídica diante de novas limitações administrativas”.

A entidade lembra que tais questões refletem em aspectos positivos para toda a sociedade e não apenas o setor produtivo. “Todas estas questões têm o objetivo de assegurar o progresso da produção rural, a grande oferta de alimentos para o mercado interno e a continuidade das exportações, sendo, portanto, demandas que atendem ao interesse geral dos brasileiros e não apenas a um setor específico”, diz o documento.

-Publicidade-

Em seu posicionamento, a CNA defendeu os produtores brasileiros e ainda fez críticas aos atos de vandalismo. “Os nossos produtores estão presentes em todas as regiões do país, vivem em diferentes ambientes geográficos e são portadores de heranças culturais diversas. Algo, no entanto, os unifica em sua visão política: a crença na democracia, na liberdade de opinião, de escolha política e na livre iniciativa.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

12 comentários Ver comentários

  1. Já que é para não ter mais justiça, que não tenha para mais ninguém e que seja cada um por si. Que os produtores rurais possam se defender desses marginais e que não sejam punidos.
    Desarmamento para os bons e terrorismo para os maus não dá mais .

  2. MST e STF duas siglas que envergonham o Brasil e os brasileiros de bem. Processem e prendam esses baderneiros que invadiram a Aprosoja no DF. PF descubra quem financiou está ação do MST pois certamente o PT e PSOL estão envolvidos. Cadeia e processo para todos.

  3. As invasões de propriedades alheias, pichações e depredações, passaram a fazer parte do arsenal de agressão e arregimentação de miseráveis utilizado pela esquerda.
    No Brasil porquanto nosso Direito foi absolutamente contaminado pelo marxismo e pelo fabianismo da Escola de Frankfurt, ficamos sem defesas.
    Promotoria, juízes, desembargadores e ministros, já sob a doença do esquerdista, relativiza as ações criminosas desses braços de agressões físicas da esquerda, a ponto de considerarem atitudes democráticas; a legitima manifestação dos oprimidos pela sociedade.
    Loucura que permitimos ir sendo alastrada nos cursos da área de humanas, onde os de Direito e os de Comunicações se tornaram os mais relevantes para a continuidade do crime no País!

  4. Depois que o MINISTÉRIO PÚBLICO perdeu a LAVA JATO a sua grande VITRINE, resolveram PERSEGUIR MÉDICOS que apoiam o TRATAMENTO PRECOCE, ignoram os ABUSOS do Xande, fingem não ver os CRIMES COMETIDOS por SENADORES do G7 e NÃO INVETIGAM o PSDB… mas o MP x PSDB são unha e carne.
    Só os TUCANOS podem rasgar a CONSTITUIÇÃO, ROUBAR livremente e ENGANAR o povo. A terceira via é “limpinha”.

    1. Cadê o MPDF para se INDIGINAR com isso??
      E a PF não vai investigar? Ham?
      O XANDE está por trás do quebra-quebra? Ou garantiu proteção aos criminosos?

  5. Como o STF acabou com a segurança jurídica no Brasil, é direito dos cidadãos de bem defender seu patrimônio com os meios que dispuserem.

  6. O cerco político e judiciário ao governo liberal e conservador de Bolsonaro é flagrante.
    Não podemos nesse momento sonhar com justiça isenta, assistimos a um ativismo protagonizado por um STF ativista e politizado.
    O povo tá vendo tudo! Nada como um dia depois do outro.

    1. Precisarão ir aos extremos. E JÁ DRMONSTRAM HÁ PELO MENOS 1.010 DD QUE IRÃO.
      Melhor.
      Chega de aguardarmos novas legislaturas.
      Sabemos quem coloca as coisas nos seus devidos lugares.
      Se as FFAA deram resposta final de que não assumirão, APENAS GARANTIRÃO!!
      O POVO SABIDA E MANEIRAMENTE, JÁ ASSUMIU O LUGAR DAS FORÇAS ARMADAS.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.