Energia solar: fintech cria linha de financiamento exclusiva para o agro

Atualmente, a agropecuária representa cerca de 15% dos sistemas solares no país
-Publicidade-
Painéis fotovoltaicos para produção de energia solar | Foto: Divulgação/Pixabay
Painéis fotovoltaicos para produção de energia solar | Foto: Divulgação/Pixabay

Agricultores, pecuaristas e empreendedores do agronegócio poderão ter seus projetos de energia solar financiados. A iniciativa é da fintech Solfácil, que criou uma linha de apoio ao setor. A expectativa é movimentar R$ 150 milhões com novos projetos.

“A eletricidade criada pela imaginação”, artigo de Dagomir Marquezi publicado na Edição 76 da Revista Oeste

Para atender o segmento rural, a fintech estabeleceu prazos de pagamentos mais prolongados e taxas de juros inferiores em relação às linhas para pessoas físicas e jurídicas “tradicionais”. A linha também tem menos exigências cadastrais e de documentos. Hoje em dia, a agropecuária detém cerca de 15% dos sistemas solares no Brasil, com perspectivas de crescimento, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica.

-Publicidade-

Leia também: “Novidade: painéis solares diminuem estresse de bezerros”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro