Governo declara emergência em 3 Estados contra doença do cacau

Além do Acre, status valerá por um ano para o Amazonas e Rondônia
-Publicidade-
No Acre, técnicos fiscalizam área de maior risco de detecção de novos focos da praga | Foto: Divulgação/Mapa
No Acre, técnicos fiscalizam área de maior risco de detecção de novos focos da praga | Foto: Divulgação/Mapa

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) declarou estado de emergência fitossanitária contra a monilíase do cacaueiro (causada pela praga Moniliophthora roreri) nos estados do Acre, Amazonas e Rondônia. A publicação desse status facilita possíveis ações preventivas para evitar a propagação da praga em outras áreas de cultivo de cacau e cupuaçu. O estado de emergência valerá por um ano.

Leia mais: “Agricultura declara quarentena no Acre para conter praga do cacau”

Ainda nesta semana, como medida cautelar, o Mapa também decretou “área sob quarentena” no Acre, o que estabelece a proibição do trânsito, para outros Estados, de frutos e plantas que possam hospedar a praga. Isso porque a primeira detecção no Brasil ocorreu em área residencial urbana no município de Cruzeiro do Sul, interior do Acre, no mês passado.

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro