-Publicidade-

A França pode viver sem a soja brasileira?

Presidente francês tornou público seu interesse em cultivar a commodity cada vez mais em solo europeu
Colheita de soja na Fazenda Itamarati, do grupo Amaggi, em Tangará da Serra(MT). - Crédito:ALEX SILVA/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Código imagem:210230
Colheita de soja na Fazenda Itamarati, do grupo Amaggi, em Tangará da Serra(MT). - Crédito:ALEX SILVA/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Código imagem:210230

Presidente francês tornou público seu interesse em cultivar a commodity cada vez mais em solo europeu

Alta - dólar - exportações - soja
União Europeia importa cerca de 13 milhões de toneladas de soja por ano, dos quais uns 5 milhões vão para a França | Foto: Александр Пономарев/Pixabay

O presidente da França, Emmanuel Macron, voltou a criticar abertamente o Brasil. Na terça-feira 12, ele foi ao Twitter para vender a ideia de que importar soja brasileira resulta em compactuar com suposto desmatamento da floresta amazônica.

“Continuar a depender da soja brasileira seria endossar o desmatamento da Amazônia”, publicou Macron em seu perfil na rede social. Com essa acusação, ele tornou público o interesse em fazer com que a commodity seja cultivada cada vez mais em solo europeu. “Somos consistentes com as nossas ambições ecológicas, lutamos para produzir soja na Europa”, afirmou o presidente francês.

Um texto de Evaristo de Miranda*

Fiz meus estudos de agronomia na França, mestrado e doutorado. Conheço razoavelmente e in loco sua agropecuária. Já visitei plantios de soja na França e na Europa (vale do Danúbio e Croácia, principalmente). Três esclarecimentos são pertinentes sobre a provocação do presidente Macron sobre a soja e a Amazônia.

1 – Hoje cerca de 10% da soja brasileira é produzida nas lindes do bioma Amazônia. Como já disse a ABIOVE, toda ela está desvinculada do processo de desmatamento desde 2008.

2 – Em números redondos, a União Europeia importa cerca de 13 milhões de toneladas de soja por ano, dos quais uns 5 milhões vão para França. Desse total, cerca de 87% destina-se à alimentação de animais: aves e ovos (50%), suínos (24%), vacas leiteiras (16%), bezerros (6%) e peixes, sobretudo salmão (4%). Mais de 90% da soja importada dos EUA, Brasil e Argentina é OGM (Organismo Geneticamente Modificado). A França consome cerca de 160 kg de soja por segundo.

Leia mais: “Como vai o fogo pelo mundo e na Amazônia?”

3 – A produção atual de soja da França é cerca de 200.000 t/ano, 5% de sua demanda. Plantada sobretudo na região Sudoeste, cerca de ¾ dessa soja é irrigada e custa caro. O aumento do preço dos adubos nitrogenados levou muitos produtores a trocarem o milho irrigado pela soja. A produtividade fora das áreas irrigadas é baixa. No total, são cerca de 40.000 ha. Seria necessário plantar mais uns 2 milhões de hectares de soja na França para a autossuficiência. Quem cederá 2 milhões de hectares para a soja? Os cereais, a beterraba ou a fruticultura? Affaire à suivre, sem muita preocupação ou urgência.

*Evaristo de Miranda, doutor em ecologia e chefe-geral da Embrapa Territorial

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

26 comentários

  1. Quem não sabe que esse Mácron
    está travando uma guerra comercial
    com o Brasil ?
    Trata-se de político incompetente e
    mal avaliado na França !

    1. A esquerdalha mundial unida e em ações que demonstram cada vez mais como são sectários. E o Macron, pra ganhar alguma evidência, vem encher o saco de novo. Wuem perde é a França e a Europa como um todo. Onde vão plantar soja? Nas nuvens!?

      1. Na França o Macron é MUITO mal avaliado. Não cogita se reeleger….

    2. Já não bastasse o ego um tanto narcisista do francês em geral, chegando a níveis pouco suportáveis, agora temos , na presidência, uma nova versão de Luis XIV, piorada claro. Arrota um monte de falácias fazendo fumaça para seus seguidores, se acha o máximo em termos de proteção ambiental, mas, qualquer imbecil sabe que, dentro do seu país, não conseguiu cumprir um terço de suas promessas….Mais um hipócrita.beirando a imbecilidade!

  2. Esse sujeitinho é mais um europeu idiotizado que é totalmente desinformado. Neste momento, a Europa passa por uma quase era glacial, basta dizer que na “ensolarada” Espanha, passam por temperaturas de -18º C, na França deve estar o mesmo já que está entre a Espanha e a Alemanha, que atravessa temperaturas da mesma ordem. Pois bem, questiono se dá para plantar soja, uma cultura tropical, num lugar destes? Talvez no verão ainda que possa dar certo, e onde irão plantar as culturas tradicionais de primavera e verão, já que essas estações por lá, são muito curtas? Esse sujeito, só não é mais burro, por falta de espaço que eles não tem por lá. E ainda diz que se plantam soja na Amazônia!

    1. Observação: A menos que o Micronzito pensa em plantar soja na Guiana Francesa mas, para isso, terá que desmatar a floresta Amazônica existente por lá.

      1. Quantas áreas eles irão desmatar na França para auto suficiência em soja??? Não sobrou muita coisa não…

      2. Já não bastasse o ego um tanto narcisista do francês em geral, chegando a níveis pouco suportáveis, agora temos , na presidência, uma nova versão de Luis XIV, piorada claro. Arrota um monte de falácias fazendo fumaça para seus seguidores, se acha o máximo em termos de proteção ambiental, mas, qualquer imbecil sabe que, dentro do seu país, não conseguiu cumprir um terço de suas promessas….Mais um hipócrita.beirando a imbecilidade!

  3. Está jogando para a plateia dele que é tão mal intencionada como ele mesmo. Infelizmente dentre a sua platéia inclui se brasileiros que o “alimentam” e dão vazão ao seu discurso.

  4. Pergunto onde micron pretende plantar soja,?Vai desmatar o minúsculo espaço preservado da França ou vai desmatar a Guiana Francesa? Macron o bufão da Europa.

  5. Um francês que respeito, Jacques Lacan, nos ensinou que atrás do dito há um dizer, o presidente Macron, que não respeito, diz que a soja brasileira é consequência do desmatamento da Amazônia, o que há por trás do dito????

    1. Eu fui fazer análise lacaniana, e após 5 – cinco minutos de sessão vira-se a pai e decreta: ficamos por aqui. Fiquei com a impressão de um embuste. O adjetivo para Macron.

  6. Bom, mas Macron é um gringo qualquer de desconhecida ideologia. Pior é termos notáveis brasileiros tucanos (já fui) e assemelhados opositores ao governo Bolsonaro, divulgando essa desinformação ou fake no exterior sem qualquer preocupação dos demais Poderes da República especialmente do judiciário.
    Infelizmente em nosso pais são toleráveis pelo Supremo Poder, fakes, corruptos, e mídias de estimação.

  7. Macron se diz preocupado com a Biodiversidade ,uma de suas propostas para resolver o problema é; que o Brasil diminua suas Commodites e plante árvores e a França e seus afins aumente a produção de suas Commodites?
    Os 23:milh de brasileiros,que vivem na Amazônia,para Macron,pelo menos é o que estar sendo entendido,deve estar orientar-se ,não pelas leis brasileiras MAS pelo “regime” que Macron tenta criar para “jogar” o Brasil contra o mundo.

  8. O que ele está falando beira o impossível, plantar na Europa é muito caro e de baixa produtividade. Porém temos que mostrar que o desmatamento não está ligado ao agronegócio, mas também o governo deve ser mais rigoroso e mostrar mais rigor no combate, para calar a boca de muita gente.

    1. Macron,vc não quer comprar a soja brasileira não compre é um direito seu.Brasil não vai retaliar, França como parceira comercial? Fique tranquilo,volte a escola primária e veja se consegue aprender o que é norte,sul,leste e oeste.Veja onde se planta soja no Brasil e pare de dar vexame em público, aliás não existe elefantes e nem girafas na Amazônia,esses animais vivem no continente Africano.C’est fini.

      1. Ele sabe onde se planta a soja no Brasil, mas precisa reforçar a narrativa da destruição da floresta. E sabe também que a maioria das pessoas só lê as manchetes e acredita no que lê. É o modus operandi dessa gente canalha.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês