A liberdade de imprensa em perigo

O TJ-SP suspendeu a liminar que determinou que a agência de checagem Aos Fatos excluísse a tarja que qualifica de fake news duas reportagens de Oeste
-Publicidade-
Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

Na sexta-feira 23 de abril, a liberdade de imprensa foi vitoriosa. O juiz Marcelo Augusto Oliveira, da 41ª Vara Cível de São Paulo, determinou que a agência de checagem Aos Fatos excluísse a tarja que qualificava de fake news duas reportagens de Oeste. Na ação, a primeira do gênero no Brasil, ficou provado que tais agências tacham de fake news o que contradiz algo que consideram uma verdade absoluta.

Em vez de cumprir a ordem da Justiça, Aos Fatos colocou uma tarja preta sobre o logotipo de Oeste e manteve as postagens. A insolência foi tanta que a agência se considerou censurada pela decisão do juiz que a proibiu de censurar os textos censurados.

-Publicidade-

Na semana passada, contudo, o Tribunal de Justiça de São Paulo, em decisão preliminar, suspendeu a decisão do juiz Marcelo Augusto Oliveira. E Oeste voltou a ser censurada por aqueles que atuam como controladores do que é publicado, decidindo o que pode ou não ser lido e impedindo a livre circulação de informação baseada em fatos concretos.

“Essas agências de checagem agem como se fossem agências reguladoras”, afirmou Alexandre Fidalgo, advogado de Oeste. “Elas fingem ignorar que o material foi produzido por uma publicação séria, escrita por jornalistas que se identificaram e com fontes reveladas. Desmerecem o retrato dos fatos trazidos pela reportagem, tão somente por não aceitá-los.”

Depois da checagem feita pela Aos Fatos, o Facebook, do qual a agência é parceira, cobriu com uma tarja as reportagens de Oeste e passou a impedir que posts patrocinados da revista fossem veiculados na rede. “É preciso entender que as redes sociais fazem o papel que pertencia às bancas de jornal”, comparou Fidalgo. “Ninguém quer impedir a crítica. O que não pode é impedir a venda, que é o que está acontecendo com a tarja de Fake News colocada pela agência checadora. Certamente essa situação fática será compreendida pela Justiça.”

Como expôs a 60ª edição da Revista Oeste, a censura escancarada imposta pelo Ato Institucional nº 5 tentou sair da tumba com um nome espertamente rejuvenescido: controle social da mídia. “Desmoralizada pela suspeita de que as redações seriam comandadas por bandos de franklinsmartins, e infestadas por jornalistas que odeiam a liberdade de expressão dos outros, foi enterrada como indigente”, lembrou a reportagem. “Em 2015, começou a escapar da cova rasa com um codinome que soa inofensivo: agência de checagem. Desta vez, os disfarces são menos mambembes, a metodologia é mais sutil. Mas rugas inconfundíveis escancaram a alma liberticida. Podem chamá-la de censura que ela atende.”

 

 

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

15 comments

  1. Parabéns à luta. Só não se pode esmorecer. Essas agências e quase todas as fontes de informação e “formação de opinião” estão sob um controle centralizado que instituiu seus dogmas absolutos e universais. Jamais houve e talvez jamais haverá algo semelhante. É assustador, mas a liberdade sempre teve um custo alto. Pensar tornou-se uma atividade perigosa. Expressar o pensamento candidata o ousado à nova Plâce de La Concorde, na guilhotina do novo Pravda.

  2. O judiciário e sobretudo as cortes superiores estão tomados por criminosos. Foi aparelhado por 30 anos pelos piores bandidos que esse país já conheceu, agora pra consertar vai demorar muito tempo.

  3. E ainda vejo bobocas dizendo ao presidente para indicar um juiz de carreira ao STF como se isso por si só resolveria os absurdos que o judiciário brasileiro vem praticando, as pessoas precisam entender que a maioria dos magistrados, promotores, delegados e advogados frequentaram universidades dominadas pelo pensamento de esquerda e a grande maioria professam a mesma fé em Marx, na verdade o Brasil está dominado e de joelhos para essa corja de esquerdistas!

  4. A briga é boa
    Mas essa checagem não vale nada. Quem usa isso já não lê Oeste mesmo. Importa continuar com a qualidade crítica do Guzzo, Augusto,Alexandre, Fiuza Constantino e outros. Se dobrar preço nos pagamos

  5. O Judiciário brasileiro, em sua grande maioria, é composto por esquerdopatas corruptos sem moral ou caráter. Não é a toa o Brasil ter uma das piores (e mais caras) justiças do planeta.

    1. Estamos passando à limpo o EXECUTIVO (este temos que agilizar ainda mais o desaparelhamento estatal).
      Estamos passando à limpo o legislativo, desde a desconstrução de João Alves, quando lavar dinheiro era ganhar na loteria 200 X, rotulando os nossos país e PAÍS, de bando de bobocas!!!
      No momento, um leve retrocesso, consequência desse STF representante de orcrims, soltando até o Lula, o maior vagabundo. Tão vagabundo quanto esses governadores que roubam o nosso “oxigênio”.
      Esse marginal se diz representante dos menos favorecidos e não poderia estar encontrando fora da cadeia com outros pares, tipo FHC, o MENTOR DO FORO DE SÃO PAULO.
      MAS O GRANDE PROBLEMA DO BRASIL É O JUDICIÁRIO, QUE PRECISA PASSAR POR AUDITORIA EXTERNA, SENÃO SUCUMBIMOS (não estou dizendo STF, pois esse já mostrou sua identidade).

  6. O Brasil e o mundo estão cinzentos com a nova ditadura da esquerda: eles escolhem o que podemos ler e falar.
    Controle à liberdade de expressão é tudo o que não poderíamos estar vendo em pleno século 21.

  7. A própria agência é uma “Fake News “!!! Essas redes sociais, aos poucos, a população dará resposta. Quando perceberem que estão tolhidas em sua liberdade de expressão, começarão a deixá-las. A luta é diária, às vezes árdua, mas , não esmoreçam. A revista “Veja” fez o mesmo trabalho no passado, hoje, tendo um dono que sabemos quem é o leitor de bem abandonou-a. Estão no caminho certo.

  8. Isto é a esquerda. Posam de democratas mas são todos ditadores. A ditadura e a opressão está no DNA dessa gente. Usam da democracia para implantar a ditadura e com ela, a censura e a opressão

  9. Quem concedeu autoriade a essas Agências de Checagem? Elas não tem esse poder!! COmo um tribunal pode referendar uma absurda censura imposta por uma organização privada sobre a outra? Percebem o quanto isso é surreal? Estamos vivendo uma distopia inacreditavel.

  10. Não esmoreçamos; nossa luta é contra um sistema instaurado por corruptos desde o retorno de alguns deles em razão da Lei da Anistia, e por um punhado de cidadãos corrompidos ao longo desse tempo que não tiveram a possibilidade de se tornarem adultos como indivíduos livres, independentes, autônomos e soberanos.
    Necessitam, ou só sabem se submeter, aos mecanismos doutrinários marxistas massificados em suas formações, que por sua vez estavam e estão ainda implantadas em entidades adequadas para a realização da doutrinação, entidades essas, dependentes finais das benesses que os Estados corruptos propiciam para se perpetuarem no poder.
    É o cenário de congruência ideal para as mentes doentias dos esquerdistas.
    Isso é consequência, no Brasil, da junção de 5 fatores relevantes, quais sejam:
    Alto índice de ignorantes de baixa renda no País, Antônio Gramsci, A Lei da Anistia, Paulo Freire e nossa omissão!
    Não sejamos mais omissos!

    1. Grande Marco Paulo!!
      Isentão ou omisso nunca.
      Não desesperemos, pois a trilha tomada vem nos levando a exaustiva caminhada.
      Ainda que trôpegos, lúcidos haveremos de reconquistar a República, nossa Pátria Mãe, de forma definitiva, como sugerem nossas confiáveis e íntegras FORÇAS ARMADAS.
      A LIBERDADE não mais se justifica ser “cíclica” e sem alicerce.
      DEMOCRACIA é o POVO, para o POVO, e só unidos como vimos fazendo desde 2.013, aprendendo a votar, saneando nossas pautas mais emergentes, chegamos a um ponto de concórdia.
      PEC DA BENGALA
      PEC DA PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA
      VOTO IMPRESSO EM URNA ELETRÔNICA
      E quem sabe num futuro breve, nossos netos kevantem o troféu do Fim do foro privilegiado, reconhecendo que o bastão foi a Eles passado, depois de longa caminhada de seus antepassados.

  11. É a cafajestice no Judiciário, espelhando-se no STF. Como diz Marcio Chila, MP e Justiça aparelhados pela esquerdopatia, desde o 1º Grau.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site