Bancada da bala volta a pleitear Ministério da Segurança

Demanda de diversos integrantes da Frente Parlamentar da Segurança Pública, a criação do ministério vai ser tratada nesta semana em agenda com o presidente Jair Bolsonaro
-Publicidade-
Grupo conta com mais de 300 deputados e senadores - Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Grupo conta com mais de 300 deputados e senadores - Cleia Viana/Câmara dos Deputados | Demanda de diversos integrantes Frente Parlamentar da Segurança Pública, a criação do ministério vai ser tratada nesta semana em agenda com o presidente Jair Bolsonaro

Demanda de diversos integrantes da Frente Parlamentar da Segurança Pública, a criação da pasta vai ser tratada nesta semana em agenda com o presidente Jair Bolsonaro

Frente Parlamentar - Segurança - Deputados
Grupo conta com mais de 300 deputados e senadores
Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Integrantes da Frente Parlamentar da Segurança, conhecida como bancada da bala, voltaram a se articular para tentar convencer o presidente Jair Bolsonaro a criar um ministério exclusivo para a Segurança Pública. Atualmente o setor é vinculado ao Ministério da Justiça.

-Publicidade-

Segundo membros da bancada, o tema vai ser debatido nesta semana em uma agenda de parlamentares com o presidente Bolsonaro. A expectativa é recriar o ministério até o mês que vem, diz o presidente da Frente, deputado Capitão Augusto (PL-SP).

Um dos cotados para assumir a nova pasta, o ex-deputado Alberto Fraga esteve na semana passada no Palácio do Planalto, e na ocasião defendeu a divisão das pastas. “Se você pegar a estrutura da Senasp [Secretaria Nacional de Segurança Pública] e criar o ministério, não haverá acréscimo nenhum de despesa, a não ser o salário do ministro. Só isso”, defendeu Fraga.

Como Oeste mostrou, os integrantes da bancada da bala têm tentado ganhar mais espaço desde a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça. Em uma das demandas, o grupo conseguiu a troca do secretário Nacional da Segurança Pública. O posto era ocupado pelo general Guilherme Theophilo, que deixou o cargo há cerca de três semanas.

O ministro da Justiça, André Mendonça, chegou a sondar o coronel Araújo Gomes, ex-comandante da Polícia Militar de Santa Catarina, para assumir a secretaria. A nomeação, no entanto, não saiu, e o cargo está vago desde então.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários

  1. DEUS NOS LIVRE DE ALBERTO FRAGA!! Esta praga já foi Secretário de Segurança no DF, ele é ARROGANTE, um PÉSSIMO GESTOR, ALÉM DE CORRUPTO!! Ninguém em Brasília vai apoiar esta sandice.
    #ForaFraga

  2. Uma revista de viés conservador como a Oeste se referir aos parlamentares que defendem o direito do cidadão possuir armas de fogo para se defenderem como ‘bancada da bala’ é uma tremenda decepção…

    1. Não acho que tenha um tom pejorativo quando nós mesmos usamos o termo. Eu, pelo menos, nunca entendi como deboche esse nome. Quanto a matéria; sou absolutamente contra a criação de mais um ministério, e contra indicação desse Fraga.

  3. Gostaria de saber de posicionamentos públicos do Ministro da Justiça, com relação à tantos desmandos de governadores, prefeitos, policiais contra o povo de bem. Lembro que o Presidente cobrou isso do Moro na fatídica reunião mostrada ao mundo pelo STF. Não vale para outros ministros, especialmente o da Justiça?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro