Bolsonaro edita decreto que regulamenta Auxílio Brasil

Medida provisória que criou o novo programa social do governo foi publicada no início de agosto
-Publicidade-
Decreto que regulamenta Auxílio Brasil foi publicado no <i>Diário Oficial</i> da União
Decreto que regulamenta Auxílio Brasil foi publicado no Diário Oficial da União | Foto: Divulgação/Ministério da Cidadania

O presidente Jair Bolsonaro editou na segunda-feira 8 o decreto que regulamenta o Auxílio Brasil, novo programa social do governo federal, criado para substituir o Bolsa Família. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União.

A medida provisória que criou o Auxílio Brasil foi publicada no início de agosto. O texto tem força de lei, mas precisa ser aprovado por deputados e senadores em até 120 dias para entrar em vigor de forma definitiva. O decreto publicado ontem regulamenta a medida.

No Auxílio Brasil, há nove modalidades diferentes de benefícios. Três delas formam o chamado “núcleo básico” da proposta: Benefício Primeira Infância (R$ 130 para famílias com crianças de até 3 anos incompletos); Benefício Composição Familiar (R$ 65 por pessoa para famílias que tenham gestantes, pessoas de 3 a 17 anos de idade ou de 18 a 21 anos matriculadas na educação básica); e Benefício de Superação da Extrema Pobreza (concedido se, mesmo depois do cálculo dos outros benefícios, a renda mensal per capita da família ainda estiver na linha de extrema pobreza).

-Publicidade-

Além dessas três modalidades, o decreto também estabelece o Benefício Compensatório de Transição, destinado a famílias que estavam na folha de pagamentos do Bolsa Família e perderão parte do valor recebido com a mudança para o Auxílio Brasil. O benefício será mantido até que o valor recebido pela família seja maior do que o do Bolsa Família.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. É duro pra extrema direita hoje, ter que engolir o que eles em 13 anos do pt chamavam de assistencialismo barato, bolsa esmola, populismo, coisa de comunista e outras bobagens e coisas do tipo, ver o bozzo ampliar mais ainda o bolsa família e ainda com uns furos no teto de gastos, o que o mercado financeiro não aceita de jeito nenhum e torce o nariz ver um governo dito de liberal fazer um desatino desses kkkkkkkkkkk

    1. Olha a GRITA dos petistas e seus satélites, que estão apavorados com a aprovação de um AUXÍLIO muito melhor, não pelo valor mas pelos incentivos que trará as famílias CARENTES DO BRASIL.
      A OPOSIÇÃO E O CONSÓOOORCIO DE “IMPRENSA” passaram semanas EXPLORANDO PESSOAS HUMILDES REVIRANDO LIXO ATRÁS DE COMIDA, como o Bolso decidiu resolver o problema, acharam ruim e não querem mais brincar. É MUITA HIPOCRISIA!!

    2. Primeiro que o Bolsa Familiar foi criado no Governo do FHC. e Luladrão vivia dizendo que era para comprar os Pobres , pelo Bucho. Não é a toa que estão contra a Melhoria do Bolda Familiar, No governo do Presidente Bolsonaro. PT= Enganação e Roubalheira do dinheiro do povo Brasileiro.Aceita que doi menos, Mortadels , acabou o pão com Mortadela.

    3. E quem te disse que o Bozzo é de extrema direita? Na melhor das hipóteses ele pode ser um liberal, no entanto eu até acho que ele está mais para um socialista, mais ainda do que você e toda a sua patota do PT junto. Para mim, o Bozzo é mais indecifrável do que uma esfinge.

    4. E quem te disse que o Bozzo é de extrema direita? Na melhor das hipóteses ele pode ser um liberal, no entanto eu até acho que ele está mais para um socialista, mais ainda do que você e toda a sua patota do PT junto. Para mim, o Bozzo é mais indecifrável do que uma esfinge. Preste atenção.

  2. Mais do que dobrou de valor. Quem sabe se confirme a promessa da Nova Ordem Mundial que diz: Em 2030, você não terá nada mas será feliz. Se chegar a pelo menos 2 salários mínimos per capita sem ter que trabalhar e além disso, receber uma gorda cesta básica do governo, atendimento de saúde gratuita , transporte público de qualidade, etc… já dá para pensar nessa ideia.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.