Brasil registra primeiro contrato via blockchain

Sócio em um dos escritórios de advovacia que executou a operação, Jonathan Darcie diz que acordo tem potencial para revolucionar vários setores
-Publicidade-

Um cartório localizado no Paraná registrou o primeiro contrato inteligente via blockchain do país, utilizando uma plataforma experimental criada especificamente para elaboração de instrumentos processuais dinâmicos.

O documento foi outorgado em outubro, em um tabelionato de notas comum, mas por ser um smart contract, pode ser “ligado” ou “desligado” automaticamente por qualquer uma das partes envolvidas, sem a necessidade de uma revogação total.

Leia também: “Pequeno guia para entender (ou não) as criptomoedas”

-Publicidade-

O blockchain é uma tecnologia de registro distribuído na qual as partes interessadas validam e armazenam transações pela internet, de forma anônima, descentralizada e com garantia de proteção à privacidade.

De acordo com Jonathan Darcie, sócio em um dos escritórios de advocacia que executou o contrato via blockchain, o feito representa um grande avanço jurídico: “São muitas as possibilidades de uso dos contratos inteligentes, que têm um potencial inimaginável de revolucionar vários setores”, afirmou o advogado.

Com informações do Olhar Digital

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro