Carnaval na Sapucaí ‘deve acontecer’, diz governador do Rio

Cláudio Castro reiterou, no entanto, que a prefeitura tem autonomia para decidir sobre o  desfile das escolas de samba
-Publicidade-
Desfile das escolas de samba na Sapucaí deve ser mantido
Desfile das escolas de samba na Sapucaí deve ser mantido | Foto: Marco Antônio Cavalcanti/Riotur

O desfile das escolas de samba do Carnaval do Rio de Janeiro na Marquês de Sapucaí deve acontecer normalmente neste ano. Ao menos é o que afirmou nesta segunda-feira, 10, o governador do Estado, Cláudio Castro (PL), em entrevista ao Bom Dia Rio, da TV Globo.

Segundo o governador fluminense, a decisão oficial só será anunciada depois de uma análise dos especialistas do comitê científico da administração estadual. Alguns integrantes do grupo se manifestaram nos últimos dias, defendendo o cancelamento dos desfiles por causa da disseminação da variante Ômicron do coronavírus.

“Algumas pessoas do conselho, que é consultivo, opinaram. Não foi uma opinião oficial, não tem nem ata publicada. Nós entendemos que, por ser um conselho plural, alguns vão concordar e outros vão discordar”, afirmou Castro.

-Publicidade-

“A posição oficial do governo estadual, hoje, é que o Carnaval de rua não vai acontecer, e todos os outros Carnavais em que a gente consiga fazer o controle, inclusive o da Sapucaí, vão acontecer”, completou o governador.

Cláudio Castro reiterou, no entanto, que as prefeituras têm autonomia para determinar medidas relacionadas à pandemia em seus respectivos municípios.

“Os números da covid-19 mostram uma infecção grande, mas uma internação mínima. A Ômicron é a mais leve de todas as variantes, sem impactos em internações”, explicou o governador. “Ela é mais similar a uma gripe do que a uma pneumonia, como foram as outras cepas. A Secretaria de Saúde não vê motivos para cancelar o Carnaval. Então, ele está, sim, mantido.”

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), que recebeu nesta manhã a dose de reforço da vacina contra a covid-19, também diz que o Carnaval no sambódromo poderá ser realizado em um “ambiente controlado”.

“Nós, hoje, em ambientes restritos, permitimos que as pessoas celebrem desde que comprovem com o cartão de vacinação. Como não há uma manifestação do comitê científico da prefeitura, vamos manter as regras”, afirmou Paes.

“Se essas regras forem criar alguma óbice ao Carnaval, terão que valer para tudo. Em se realizando o Carnaval, eu tenho muita fé que de que a gente possa realizar na Sapucaí, porque é um lugar no qual se podem exigir restrições. No ambiente controlado, temos muita convicção de que é possível fazer o Carnaval”, finalizou.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. O carnaval no Rio deve acontecer, depois a gente coloca a culpa no Presidente Bolsonaro, afinal uma acusação a mais ou a menos não fará diferença.

  2. Medida eleitoreira e p engordar o caixa do governo estadual e municipal, sem falar da propina. E a globo lixo n faz um comentário sobre o assunto pois tbem vai encher o caixa. Lembram da reação à Copa América ? Pois
    é HIPOCRISIA AGENTE VE POR AQUI.

  3. É ambiente controlado igual o transporte publico…….esses caras são uma piada….tiram sarro com a cara da população…..O numero mínimo de “participantes” de uma escola de samba, por regra são 2000 (duas mil) pessoas….são 12 escolas do “Grupo especial” e 14 do “Grupo de Acesso” mas tudo sobre controle…..principalmente na chegada dos participantes e na dispersão…kkkkkkkkkk….Isso é só uma ironia que fiz, pra ver as mentiras que pregam e como dão um jeito de fazer parecer verdade através da Velha Mídia….também sou a favor que se faça o carnaval, inclusive de blocos de ruas e assim gere um precedente pra esses picaretas jogarem por terra esses argumentos medíocres de controle sanitário que são na verdade um controle social, através do medo e da coação…..

  4. Que se faça carnaval, acabe com esses passaportes, máscaras e não feche mais nada, sobretudo as escolas. Concordo com o Augusto Nunes, temos de voltar a vida normal, do contrário isso não vai acabar nunca.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.