Censura: Facebook acusa de ‘fake news’ matéria verídica sobre a Amazônia 

Não é a primeira vez que reportagens de Oeste foram alvo de agências de checagem
-Publicidade-

Não é a primeira vez que reportagens de Oeste foram alvo de agências de checagem

Em 20 de julho de 2020, Oeste publicou a reportagem “Imagem da Nasa prova que a Floresta Amazônica não está em chamas” para mostrar como a Floresta Amazônica, diferentemente do que tem sido divulgado pela chamada grande imprensa, não está em chamas. A agência de checagem Aos Fatos afirmou, 11 dias depois da reportagem de Oeste“É falso que imagem da Nasa prova que Amazônia não está ‘em chamas’”.

Apesar de uma extensa carta de resposta, em que Oeste explicou as fontes e métodos utilizados para atestar a veracidade da matéria, o Facebook continua mantendo uma tarja sobre a foto da reportagem nos posts de todos aqueles que a compartilham. Um aviso alerta: “Informação falsa — Checada por verificadores de fatos independentes”.

-Publicidade-

Não é a primeira vez que reportagens de Oeste foram alvo de agências de checagem. Além da matéria sobre a Amazônia, outros dois conteúdos também receberam “avisos restritivos”. Um informava que a OMS, depois de passar meses recomendando o lockdown para tentar conter a pandemia de coronavírus, havia recuado e começara a defender a retomada da economia. Já o outro — “Pandemia em declínio: Brasil zerou excesso de mortes em junho” —, o projeto Comprova chegou a entrar em contato com uma das fontes citadas na matéria para, segundo a agência, “entender melhor os números e a metodologia por trás deles”. As três reportagens estão corretas. Oeste reafirma o que publicou.

Para entender mais sobre o assunto, leia a reportagem completa “Facebook comete ‘fake news’ ao tachar de ‘fake news’ uma matéria verídica”, publicada na Edição 42 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.