Começa estudo para avaliar 3ª dose em vacinados com CoronaVac

Pesquisa é realizada em parceria do Ministério da Saúde com a Unifesp
-Publicidade-
Instituto Butantan é responsável pela produção da CoronaVac no Brasil | Foto: Camila Lima/Futura Press/Estadão Conteúdo
Instituto Butantan é responsável pela produção da CoronaVac no Brasil | Foto: Camila Lima/Futura Press/Estadão Conteúdo

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) iniciou nesta segunda-feira, 16, um estudo para avaliar a terceira dose da vacina contra covid-19 em pessoas imunizadas com a CoronaVac. Para a pesquisa, foram recrutados 1,2 mil voluntários, sendo 600 de São Paulo e outros 600 de Salvador, que já receberam as duas doses da vacina, há pelo menos seis meses.

Leia mais: “Covid-19: EUA autorizam terceira dose da vacina para transplantados”

Os voluntários foram divididos em quatro grupos. Cada um receberá como terceira dose uma das quatro vacinas aplicadas no Brasil (CoronaVac, Oxford/AstraZeneca, BioNTech/Pfizer e Janssen). Depois, as pessoas farão visitas ao centro onde o imunizante foi aplicado para coleta de sangue e outras avaliações.

-Publicidade-

A análise e os resultados serão divulgados pelo Ministério da Saúde, que coordenada o estudo.

Leia também: “Anvisa pede à Pfizer informações sobre possível terceira dose”

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro