Começou a festa: Claudia Raia consegue R$ 5 milhões com Lei Rouanet

Produtores têm até o fim do ano para captar os recursos; os documentos foram apresentados depois das eleições
-Publicidade-
A atriz Claudia Raia | Foto: Divulgação
A atriz Claudia Raia | Foto: Divulgação

Por meio da Lei Rouanet, o governo federal aprovou a captação de R$ 5 milhões para o projeto “Claudia Raia — Os Musicais”. A peça é estrelada pela atriz global. A edição desta quinta-feira, 19, do Diário Oficial da União, trouxe a publicação da portaria com a homologação da proposta.

O prazo para a captação termina em 31 de dezembro. No site do Ministério da Cultura, todos os documentos apresentados para a proposta aparecem com data posterior ao resultado das eleições de outubro de 2022. A microempresa Renato Casaretto Chiquito Eventos Culturais ME é a proponente. Na Receita Federal, ela figura com capital social de apenas R$ 30 mil.

-Publicidade-

De acordo com os proponentes, o projeto estrelado por Claudia Raia prevê como “contrapartida social” um curso de 40 horas. Por meio dele, serão “abordados conhecimentos básicos sobre o teatro e a arte da interpretação cênica”.

Desse modo, é como se cada hora do curso equivalesse a R$ 126 mil para o projeto. No plano pedagógico cadastrado, contudo, não ficou claro se a atriz ministrará alguma das aulas.

O projeto prevê a execução de 48 apresentações, divididas em dois espetáculos. As salas escolhidas terão capacidade para cerca de 600 espectadores. Assim, cada entrada custará entre R$ 50, faixa limite para os bilhetes do Vale-Cultura, e R$ 300. Além disso, pelo menos 10% dos ingressos serão distribuídos de forma gratuita.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

45 comentários Ver comentários

  1. Boa tarde a todos! Sinto que cada dia mais e mais estamos à beira do abismo: generais preocupados com suas estrelas estarem reluzentes e gritando com a tropa, mas com o “c” na mão como diz uma música e abaixar a cabeça para bandido, caladinhos e serviçais. Péssimo! A Globo ditando regras para o Ditador Cabeça de OVO e chamando de gabinete do ódio aqueles que querem que o Pacheco inútil, covarde, omisso e um grande FDP suma do Senado, o começo da moeda de troca começou, os vários bilhões para desinformar o povo e a Lei Rouanet já soltou 5 milhões para uma global que nem pode trabalhar tão cedo devido a gravidez: Terrível. O Povo do Bem sendo preso e os bandidos sendo soltos para cederem lugar. Inimaginável! Uma Bruaca, feia. infeliz e sem nenhuma beleza que seja até no sentido figurado sair falando de fome em Davos. Afronta! Um ladrão comandado um País que vinha dando certo. Piada pronta! Um povo que acreditou na picanha e na cerveja e uma minoria sendo usada como massa de manobra: imbecilidade completa ou falta de caráter mesmo. Estamos ou não à beira do abismo?

  2. Considerando que em troca, as empresas podem abater parcela do valor investido no Imposto de Renda? é muito dinheiro. A ministra deve a pasta e tem irregularidade fiscal. Precisamos de uma política cultural antes de ficar liberando milhões.

  3. A ilustre atriz, ex-esposa do refinado Frota, vai precisar de muitos recursos para manter o futuro baby que esta chegando. Fraldas e leite em pó estão muito caros….

  4. E viva a todos aqueles patriotas de coração $$$, que tem seus apartamentos em NY, Paris e casas em Orlando por celebrar esta importante conquista nacional da festa da gastança. AGORA SIM somos um país inclusivo, diverso, justo e progressista. VIVA aos ARTISTAS, uma classe tão “inteligente”e que não tem nenhum interesse pessoal….

  5. Eu não entendi a lógica econômica financeira do empreendimento!!!! Duas apresentações para 1200 espectadores sendo 120 deles com entrada grátis? Então seriam 1080 pagantes a um valor máximo do bilhete de 300,00. O valor arrecadado seria de 324 mil? O custo total do projeto, mesmo considerando o tal curso de 40 hs, não estaria muito acima do arrecadado? E o custo benefício é para dar prejuízo mesmo?

  6. É pouco merece mais 10 milhóes , culta ,inteligente, uma moca de no máximo 23 anos, ainda vai pra ABL, depois pode até , quem sabe, namorar o garotáo José Marimbondo com Fogo. e vem mais por aí. ( L ) faz . o povo quer cultura da Globo, picanha e cerveja pra que?

  7. Calma pessoal. É só a pontinha. A sra. ministra já distribuiu UM BILHÃO, vai mais curtura por aí. Não são DEZ BILHÕES de orçamento? Tem mais NOVE BILHÕES para distribuir. Não se estressem porque daqui a 2 meses temos a declaração do imposto de renda para entregar, e vão controlar até pix.

  8. É necessário pagar os companheiros, obviamente com o dinheiro de impostos de infraestrutura, saúde e instrução, que enrolam os mais frágeis e hipossuficientes para sempre darem tiros nos próprios pés!
    É assim que a roda gira: televisão, teatro, imprensa, justiça, academias e artistas, todos trabalhando juntos para benefícios próprios, enquanto povo e País que se danem!
    As fraudes eleitorais recentes mostram a força desses corruptos e criminosos, enquanto escancaram a absoluta falta de defesa do País!

  9. Agora sim o dinheiro suado dos contribuintes será aplicado em coisas importantes. Saúde, educação, segurança pública e geração de emprego são coisas secundárias. Importante mesmo é pagar artistas para manter o povo iludido e alienado com “pão e circo”, enquanto Lula termina de roubar o que sobrou dos governos petistas anteriores.

    1. Bora trabalhar quem não usa a cabeça e a coragem de ir as ruas no tempo certo!

      Chorar agora não adianta, ou entramos no jogo ou derrubamos o tabuleiro!!!

    1. Couto Rocha, em todo lugar do mundo, o artista busca financiamentos e patrocínios para bancar a montagem do seu show. Com a arrecadação da bilheteria ele paga bancos e patrocimadores e embolsa a diferença, que é o lucro dele.
      Só aqui neste país que o governo dá dinheiro para que os artistas montem o seus shows sem botar a mão no bolso e ainda levar a bilheteria inteira para casa.
      De fato, ninguém trabalha de graça, mas receber dinheiro de impostos para produzir espetáculos medíocres sem por a mão no bolso e ter o lucro garantido é repugnante.

  10. Daí grandes empreiteiras que tem “negócios” com o poder público são incentivadas a repassar muito money para a turma da claudia raia.
    os 120 milhões de famintos da marina que façam bastante L triplo encarpado.
    As empresas estão demitindo milhares, logo logo os PETs desaparecerão!

  11. Esses mamadores da Lei Rouanet podem produzir qualquer lixo que quiserem, porque mesmo não havendo público em suas produções o dinheiro já estará garantido.

  12. Artistas que vivem no ostracismo, melancólicos, pegam deste NOSSO dinheiro para montar apresentações medonhas, para espectadores militantes e ainda cobram ingresso. Nunca trabalharam na vida. Vivem de expedientes. Parasitas!

  13. VAI REPRESENTAR A “MARISA LETÍCIA”, NA FASE RICA, MANDANDO OS QUE NÃO TEM DINHEIRO PARA COMPRAR UM APARTAMENTO DE 500 MIL REAIS ENFERMAGEM AS PANELAS NOS CUs?

    VAMOS SE ELA TERÁ PÚBLICO PARA RETORNO SÓ NOS 5 MILHÕES.

    EMPRESAS QUE DEDUZIREM ISSO NOS IMPOSTOS SÃO CANALHAS.

  14. Assalto ao erário. E depois ele quer acabar com a pobreza. Ele sofre de narcisismo e é extremamente carente. Não vive sem um palco e luzes. Muitas luzes para falar besteiras que já começaram a destruir o país.

  15. Agora os “artistas desmamados da lei ROUBANET” vão nadar de braçada,deitar e rolar no dinheiro do povo brasileiro… aquela velha turminha da “curtura” que fez propaganda do “fique em casa” enquanto os trabalhadores informais passavam fome,e depois fez o L para voltar a pendurar nas PTetas de dinheiro público.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.