Comerciante é preso por manter loja aberta no interior de SP

A partir de hoje, nem sequer os supermercados podem manter as portas abertas em Ribeirão Preto
-Publicidade-
Eduardo Cornélio em frente a sua loja em Ribeirão Preto
Eduardo Cornélio em frente a sua loja em Ribeirão Preto | Foto: Divulgação/Redes Sociais

Em Ribeirão Preto (SP), Eduardo Cornélio foi preso na terça-feira 16. A detenção ocorreu porque o comerciante se recusou a fechar as portas de sua empresa. Cornélio tem uma loja de roupas no centro da cidade — de acordo com o governo estadual, sua empresa não fornece produtos essenciais e, portanto, não pode manter o atendimento ao público no local durante a “fase emergencial” decretada pelo governador João Doria (PSDB) para todo o Estado de São Paulo.

Por determinação do prefeito local, Duarte Nogueira (PSDB), nesta quinta-feira, 17, o município do interior paulista entrou em lockdown. A partir de hoje, nem sequer os supermercados podem manter as portas abertas na cidade.

-Publicidade-

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.