Prefeitura de Ribeirão Preto decreta ‘lockdown’

Entre as medidas anunciadas pelo prefeito Duarte Nogueira (PSDB), está a suspensão do transporte coletivo
-Publicidade-
Ribeirão Preto é mais uma cidade paulista a decretar <i>lockdown</i>
Ribeirão Preto é mais uma cidade paulista a decretar lockdown | Foto: Divulgação

Mais uma importante cidade do Estado de São Paulo anunciou que entrará em lockdown para conter o avanço da epidemia de covid-19. O prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira (PSDB), informou que o município, de 711 mil habitantes, vai fechar o comércio e proibir a circulação nas ruas por pelo menos cinco dias. A medida vale já a partir desta quarta-feira, 17. Entre as medidas determinadas pela prefeitura, está a suspensão do transporte coletivo na cidade.

Leia mais: “Prefeito de Aparecida critica restrições: ‘Minha cidade está destruída'”

-Publicidade-

Segundo os dados divulgados pela prefeitura, a ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) alcançou os 93% ontem, terça-feira 16, com apenas dez leitos disponíveis na rede pública e seis no sistema privado. Até o momento, a cidade contabiliza 228 pacientes com covid-19 internados em UTI — o número vem crescendo diariamente desde 15 de fevereiro.

Desde o início da pandemia, Ribeirão Preto registrou 1.356 mortes causadas pelo coronavírus. Apenas na terça-feira 16, foram 20 óbitos e 393 casos confirmados da doença.

Leia mais: “São José do Rio Preto e mais 11 cidades paulistas decretam lockdown”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comentários

  1. Agora qualquer prefeitinho de merda está se achando a encarnação de Stalin. E o MP e a Justiça assistindo calados essas ilegalidades grotescas.

    1. Pensando melhor, com o transporte parado, os condomínios de funcionários públicos ficarão sem seus seguranças seu empregados, porteiros, faxineira, babás, cozinheiros, etc.. . Os motoboys também deveriam ficar em casa entre outros e porque não enfermeiros, hospitais, farmácias, etc? Será que a varanda gourmet aguentaria quanto tempo?? (Ironia ON)

  2. Ao invés de proibir, deveriam aumentar o transporte público, para não haver aglomeração. E a proibição de ir à praia no litoral ? Liberam atividades religiosas e proíbem o banho de mar. Dá para entender ?…

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.