Revista Oeste - Eleições 2022

Conselho da Petrobras avalia hoje troca de comando na estatal

Caso o nome de Caio Mário Paes de Andrade seja aprovado, a posse pode ocorrer ainda nesta segunda-feira
-Publicidade-
O encontro segue a esteira do aval do Comitê de Elegibilidade da Petrobras
O encontro segue a esteira do aval do Comitê de Elegibilidade da Petrobras | Foto: Divulgação

O Conselho de Administração da Petrobras terá uma reunião extraordinária nesta segunda-feira, 27, para avaliar a indicação de Caio Mário Paes de Andrade à presidência da estatal. O encontro está marcado para as 11 horas. Caso Paes de Andrade seja aprovado, a posse pode ocorrer ainda hoje.

O encontro segue a esteira do aval do Comitê de Elegibilidade da Petrobras (Celeg), que, na noite de sexta-feira 24, decidiu que o ex-secretário de desburocratização do Ministério da Economia pode ser presidente da estatal mesmo sem preencher todos os requisitos técnicos previstos na lei.

Foram três votos favoráveis e um contrário, vindo do presidente do Celeg, Francisco Petros, representante de acionistas minoritários.

-Publicidade-

O executivo foi indicado para assumir o comando da empresa logo após a demissão de José Mauro Coelho, há cerca de um mês. O processo de checagem do indicado, no entanto, não aconteceu antes da renúncia do então presidente, na segunda-feira 20, pressionado por um novo reajuste nos preços dos combustíveis.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

9 comentários Ver comentários

  1. Primeiro presidente da Petrobras no governo de Jair Bolsonaro (PL), Roberto Castello Branco disse que teve no seu antigo celular corporativo material que, de acordo com ele, poderia incriminar o presidente da República. A declaração foi dada em uma troca de mensagens com Rubem Novaes, ex-presidente do Banco do Brasil, durante uma discussão em um grupo de economistas sobre o aumento do preço dos combustíveis. … – Veja mais em https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2022/06/26/ex-presidente-petrobras-celular-mensagens-incriminam-bolsonaro.htm?cmpid=copiaecola

    1. Esquerdinha, essa sua fonte aí, a UOL e seus comentários estão todos no mesmo nível, abaixo do espelho d’água do rio Tietê, você, como todo petista que se preza, só fala merda.

      1. já tem em vários outros sites, basta pesquisar.
        não uso fake news para discutir política.

      2. É verdade, tem muitos outros sites publicando exatamente a mesma coisa, como num consórcio de mídias. Nem é preciso pesquisar, leu um, leu todos.

  2. Sabem porque Bolsonaro desistiu da CPI da Petrobrás?
    “Tinha áudios que incriminavam Bolsonaro”, revela ex-presidente da Petrobras
    Declaração revelada pelo Metrópoles foi dada em conversa de WhatsApp com economistas
    O economista Roberto Castello Branco, ex-presidente da Petrobras, disse em uma conversa de WhatsApp privada neste domingo (26) que manteve conversas com o presidente Jair Bolsonaro (PL) que poderiam incriminar o chefe do Executivo. Castello Branco, no entanto, não deu detalhes sobre isso.

    “No meu celular corporativo tinha mensagens e áudios que poderiam incriminá-lo [Bolsonaro]. Fiz questão de devolver intacto para a Petrobras”, disse Castello Branco em discussão em grupo de WhatsApp com o economista Rubem Novaes, que o sucedeu no comando da estatal.

  3. Sugestão de pauta : Oque aconteceu com a ex-gerente da Petrobras, Venina Velosa da Fonseca, a primeira pessoa a denunciar o petrolão dentro da Petrobras, na época foi dito que ela poderia derrubar o presidente e que por isso foi isolada em um escritório da Petrobras em Singapura.

  4. Pars de Andrade: inicie proibindo (já é) terminantemente o uso do EPI laranja fora das instalações industriais da Petrobrás, especialmente por baderneiros promovendo badernas. Sindicalista está dispensado de comparecer ao trabalho, portanto não pode usar um equipamento que pertence à empresa fora dela.

  5. Pois é, pra quem acha que o Presidente faz e desfaz como quer, tá aí o Conselho pra aprovar ou não a decisão. E o José Mauro Coelho ficou lá sentado 1 mês sem sair pra quê será? Pra dar tempo de colocar alguma coisa pra debaixo do tapete? Suspeito, no mínimo…

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.