-Publicidade-

Bolsonaro conversa com premiê de Israel sobre remédio contra a covid-19

Presidente brasileiro demonstra interesse no medicamento que 'vem obtendo grande sucesso'
Além de vacinas, remédio em 'spray' entra na luta contra a covid-19
Além de vacinas, remédio em 'spray' entra na luta contra a covid-19 | Foto: Divulgação/Universidade de Oxford

O presidente Jair Bolsonaro conversou no fim da manhã desta sexta-feira, 12, com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, sobre o EXO-CD2. Trata-se de remédio em formato de spray contra a covid-19 em fase inicial de testes no país do Oriente Médio. Conforme Oeste registrou no último fim de semana, o medicamento já foi testado em 30 pacientes de um hospital de Tel-Aviv, sendo que 29 se recuperaram da doença viral.

O mandatário brasileiro demonstrou interesse pelo spray anticovid-19. “Até o momento, vem obtendo grande sucesso no tratamento da covid-19 em casos graves”, afirmou Bolsonaro em postagem divulgada no Twitter. Além disso, demonstrou o interesse do governo federal nas próximas etapas de testagem do EXO-CD2. “Dentre outros assuntos, tratamos da participação do Brasil na terceira fase de testes”, pontuou o presidente, tornando público um dos tópicos discutidos com o premiê israelense por meio de videoconferência.

Agenda confirmada

A conversa com Netanyahu confirma a programação de Jair Bolsonaro. Na noite de ontem, o brasileiro afirmou que poderia conversar com a autoridade de Israel já nesta sexta-feira. A declaração havia sido feita durante a live semanal protagonizada por Bolsonaro. Durante a transmissão on-line, ele tinha destacado o interesse de o Brasil ter acesso, de alguma forma, ao medicamento que começou a ser testado no país do Oriente Médio.

“Está servindo — pelo menos experimentalmente — para pessoas em estado grave”

“É um spray. Estamos em contato. Está acertado — falo acertado porque pode não acontecer — um encontro virtual entre eu e Benjamin Netanyahu para falarmos sobre esse novo spray que está servindo — pelo menos experimentalmente — para pessoas em estado grave [da covid-19]”, declarou Bolsonaro na noite de ontem.

Como está a covid-19 no Brasil e no mundo?

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês