Revista Oeste - Eleições 2022

Covid-19: vacina da Pfizer é 90% eficaz, revela estudo

Empresa faz testes no Brasil, com as candidatas da Universidade de Oxford, Johnson & Johnson e Sinovac Biotech, a "vachina"
-Publicidade-
Vacina da Pfizer tem resultados promissores, garante empresa | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR
Vacina da Pfizer tem resultados promissores, garante empresa | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR | Vacina da Pfizer tem resultados promissores, garante empresa | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR

Empresa faz testes no Brasil, com as candidatas da Universidade de Oxford, Johnson & Johnson e Sinovac Biotech, a “vachina”

vacina
Imunizante da Pfizer tem resultados promissores, garante empresa | Foto: Divulgação/Flickr

A farmacêutica americana Pfizer anunciou nesta segunda-feira, 9, que sua vacina experimental alcançou 90% de eficácia na prevenção contra a covid-19. As informações constam no mais recente estudo publicado pela empresa. A Pfizer e o laboratório de biotecnologia parceiro, BioNTech, são os primeiros fabricantes de medicamentos a apresentar dados bem-sucedidos de um ensaio clínico em grande escala de uma vacina contra o coronavírus. As empresas informaram que, até agora, não encontraram nenhuma preocupação com a segurança do imunizante. Além disso, esperam conseguir autorização para uso de emergência nos EUA ainda este mês.

-Publicidade-

Saiba tudo sobre a “vachina” na edição n° 32 da Revista Oeste

Hoje, o projeto da Pfizer é testado no Brasil, com as candidatas da Universidade de Oxford, Johnson & Johnson e Sinovac Biotech, a “vachina”. De acordo com Pfizer, ainda não há acordo com laboratório ou instituição brasileira para a fabricação do protótipo no Brasil. “Hoje, é um grande dia para a ciência e a humanidade”, declarou Albert Bourla, presidente e executivo-chefe da Pfizer, em um comunicado. “Estamos alcançando este marco crítico em nosso programa de desenvolvimento de vacinas em um momento em que o mundo mais precisa, com taxas de infecção atingindo novos recordes, hospitais quase excedendo a capacidade e economias lutando para reabrir”.

Não deixe de conferir: “Covid-19: Obrigatoriedade ou não da vacina? Entenda”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Podem anunciar à vontade, pode até ser verdadeira essa manifestação mas depois de tudo o que aconteceu, perdi a confiança nesses laboratórios mesmo sendo esse da Pfizer, um laboratório tradicional e ao que parece confiável pelo menos nome tem e não é um obscuro laboratório de um país ainda mais obscuro no que se refere a credibilidade como esse desconhecido Sinovac, que o Doriana tome todas elas no kú..

  2. As liberdades individuais e a democracia serão gravemente feridas. As pessoas podem ter restrições medicas ao uso de vacinas. As pessoas podem decidir se querem ou não se vacinar. Afinal no coletivo só será afetado por quem não se vacinou também, e sabe que esta assumindo o risco. Isso é uma rasteira politica na democracia.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.