-Publicidade-

Rede aciona o STF para CoronaVac ser aprovada em 72 horas

Partido da esquerda judicializa o trabalho da Anvisa
Partido cobra aprovação da CoronaVac acelerada de vacina contra o novo coronavírus
Partido cobra aprovação da CoronaVac acelerada de vacina contra o novo coronavírus | Foto: Facebook/Instituto Butantan

No que depender de um partido da esquerda brasileira, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não terá outra alternativa a não ser aprovar o uso emergencial da CoronaVac ao decorrer das próximas 72 horas. Essa postura é cobrada judicialmente pela Rede Sustentabilidade. A legenda ingressou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta segunda-feira, 11.

Leia mais: “Imunização em massa: Pazuello fala em priorizar 1ª dose”

Aparentemente, a equipe da Rede não levou em consideração o fato destacado oficialmente pela Anvisa no último fim de semana. Em nota, a agência afirmou que o Instituto Butantan, órgão responsável pela produção do imunizante contra a covid-19 em parceria com o laboratório chinês Sinovac Biotech, não entregou a documentação necessária para que a análise para aprovação — ou rejeição — do uso emergencial.

Independentemente do parecer a ser dado da Anvisa, os políticos da Rede Sustentabilidade já definiram que a CoronaVac é “cientificamente segura e eficaz para a imunização da população mundial contra o coronavírus”. No pedido feito ao STF, O partido não explicou, contudo, que além de estar em discussão Brasil, o projeto de vacina da Sinovac Biotech segue em testes em somente três países: China, Indonésia e Turquia, conforme noticiou Oeste em “A verdade sobre a CoronaVac”, reportagem de capa da Edição 32.

Crítica ao governo federal

Além de já definir que a CoronaVac deve ser aprovada o quanto antes pela Anvisa, a Rede aproveita para criticar o governo federal na ação entregue ao STF. De acordo com o partido da esquerda que tem somente um deputado federal, a equipe liderada pelo presidente Jair Bolsonaro foi responsável por “dose de atuação errática” no trabalho relacionado à vacinação contra o novo coronavírus no país, informa o portal R7.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

13 comentários

  1. Esse partido é patético! Que representatividade tem esse partido diante do povo brasileiro? É o que posso escrever para não dizer coisas escabrosas.

  2. Fantásticos, esses cientistas da Rede! Quantos “Nobel” eles têm? E os ditadores togados, também têm”Nobel”? Nem Dólia & Sua Gangue estão mais botando a mão no fogo pela vachina.

  3. Típico de esquerdistas. Sobrepõe a lógica, a razão e até os critérios científicos para fazerem valer suas convicções e interesses político-ideologicos.
    São ridículos!!!

  4. Seria cômico se não fosse trágico. Não tem como o País dar certo com a esquerda que temos. E o pior é que, além do congresso, também temos uma expressiva bancada da esquerda no STF, isso sem falar da bancada dos amigos dos corruptos do centro e da direita.

  5. Até quando o STF vai se prestar à querelas ideológicas? Até quando indivíduos inescrupulosos e irresponsáveis vão influir na vida da Nação através de ações judiciais? Até quando os órgãos oficiais do Estado ficarão sob decisões inadequadas e inoportunas de quem não tem nem recebeu delegação popular para decidir questões administrativas da Nação? É preciso dar um basta a essa insensatez !!!!

  6. Coisas do tal despachante do STF Randolfe Rodrigues, inútil senador pelo Amapá que com pouco mais de 200 mil votos, vota CONTRA todas as reformas inclusive a importantíssima MP 871 de combate a fraudes na previdência aprovada no último dia para não caducar, e o marco regulatório do saneamento básico. Perde todas e tudo JUDICIALIZA, para conquistar alguns efeitos e ser notável.
    Caso o STF aceite, penso que esta na hora da AGU pedir a essa SUPREMA CORTE, que se responsabilize doravante em todos eventuais processos que seguramente a OAB vai impetrar, sobre os eventos adversos nessa vacinação. Só isso. Se houver condenação dada por eles mesmos, que as indenizações e custos dos processos sejam pessoais de seus ministros, e não do bolso do contribuinte.
    Será indecente e antidemocrática essa minha colocação?

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês