Dallagnol diz ter recebido mais de R$ 300 mil em doações para indenizar Lula

O ex-procurador ainda afirmou que a doação ‘não se trata de Deltan, mas sim da causa da corrupção’
-Publicidade-
Deltan Dallagnol, ex-procurador da República na força-tarefa da Lava Jato
Deltan Dallagnol, ex-procurador da República na força-tarefa da Lava Jato | Foto: Reprodução/Agência Brasil

O ex-procurador da República Deltan Dallagnol, da Operação Lava Jato, afirmou nesta quinta-feira, 24, ter recebido mais de R$ 300 mil em doações via Pix após ser condenado a indenizar o ex-presidente Lula por danos morais.

O valor já superou o determinado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) para o pagamento de R$ 75 mil. Lula pedia R$ 1 milhão devido à apresentação de PowerPoint em que foi acusado de liderar uma organização criminosa. 

“Em menos de 24 horas, vocês, espontaneamente, fizeram doações via Pix e depositaram mais do que o valor daquela condenação absurda que o STJ determinou que eu pagasse para o Lula”, disse o ex-procurador, em um vídeo publicado em seu canal do YouTube.

-Publicidade-

No vídeo, o ex-procurador mostra a tela do celular com a conta bancária aberta e diz que, durante toda a madrugada, não pararam de chegar doações. “A cada vez que eu olho, entram milhares de reais”, disse. 

O ex-procurador ainda afirmou que a doação “não se trata de Deltan”, mas sim da “causa da corrupção”. 

Filantropia 

O fato que motivou a condenação de Dallagnol foi uma apresentação feita durante uma entrevista coletiva organizada pela força tarefa em Curitiba, em setembro de 2016. O material virou meme nas redes sociais e estampou diversas manchetes no país. 

O ex-procurador disse que prestará contas para a sociedade de tudo o que for recebido e doará o valor que já ultrapassou a indenização de Lula para instituições filantrópicas que ajudam crianças com câncer e autismo.

 

[jms-related-posts ids=”542769″

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

9 comentários Ver comentários

  1. O SENHOR EX-PROCURADOR AGIU SEMPRE DENTRO DA DIGNIDADE E RESPEITO AOS CIDADÃOS CONTRIBUINTES, AO CONTRÁRIO DOS ESPERTALHÕES DE PLANTÃO QUE, INFELIZMENTE, SÓ CONTRIBUEM PARA ENVERGONHAR O PAÍS. O POWER- POINT FOI UMA FORMA DIDÁTICA PARA QUE AS PESSOAS, NOTADAMENTE AS MAIS SIMPLES, PUDESSEM ENTENDER A FORMA DE AGIR DAQUELE CUJA ÚNICA PREOCUPAÇÃO É SE BENEFICIAR DO PODER! SÓ MESMO EM UM PAÍS CARENTE DE
    BOA EDUCAÇÃO É QUE CONTRIBUINTES PAGAM E NÃO PODEM SABER O CAMINHO
    DO DINHEIRO! NINGUÉM MERECE!

  2. Dallagnol parece ser um cidadão sério, convencido que de ter feito seu trabalho com honra, dignidade e proficiência, não importando, nesse caso, quais sejam suas opções políticas, mas desde que não force alguma barra se utilizando de suas funções para favorecer ideologia A ou B; o que daria prosseguimento ao atual, indevido e criminoso Ativismo Judicial.
    Devemos entender que toda discussão é válida e fundamental para o nosso desenvolvimento, o que nos obriga a tolerar e respeitar terceiros com suas opiniões divergentes das nossas.
    No presente caso, entretanto, o que ficou claro é que o sistema – o crime organizado capitaneado pelos próprios executores do Direito – ainda no poder, tenta tomar as rédeas e retomar o País ao rumo do caminho do subdesenvolvimento característico das mentes limitadas e doentias dos esquerdistas e/ou do necessário aos corruptos.
    É válido, por essa questão da luta conta o crime organizado, auxiliar Dellagnol na injusta cobrança judicial.

  3. Vale à pena ter Dalagnol como nosso representante. É só pena que lida com bandidos e parece-me É um pouco confuso com as questões de desarmamento.

  4. Tenho pé atrás com esse senhor, ele está em campanha e é íntimo do Judas que desmoronou. Defende desarmamento um ser que não se mostra importar com as pessoas de fato. Espero estar enganado mas não acredito ser uma pessoa que me represente. Ficou mudo durante muito tempo principalmente durante os abusos ocorrido durante a pandemia…

  5. O Brasil é o país dos valores invertidos, quem tenta fazer seu trabalho corretamente acaba tendo que indenizar quem é investigado/condenado.

  6. Esse é um Grande Brasileiro, Homem de Espírito Público de verdade, do bem, características que faltam na maioria dos nossos políticos !’ Tomara o povo do Paraná o eleja deputado federal, lá ele vai continuar defendendo TODOS os brasileiros da sanha do corrompidos lobos assaltantes dos cofres públicos, que são mantidos por nós trabalhadores de bem! Avante Dr Dallagnol!!!Forças !!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.