-Publicidade-

Em novo megavazamento, dados de brasileiros são expostos

Entre os alvos estão integrantes do STF, parlamentares do Congresso e membros da Petrobras
Os números constam em uma análise feita pela empresa de cibersegurança Syhunt
Os números constam em uma análise feita pela empresa de cibersegurança Syhunt | Foto: Christoph Scholz/Flickr

Mais de 10 milhões de senhas de e-mails de brasileiros foram expostas na internet em um vazamento global de 3,2 bilhões, ocorrido no começo de fevereiro — os criminosos miraram 2,18 bilhões de endereços únicos de e-mail. Entre os alvos estão parlamentares da Câmara dos Deputados, ministros do Supremo Tribunal Federal e diretores da Petrobras — são mais de 70 mil credenciais do setor público.

Os números constam em uma análise feita a pedido do jornal O Estado de S. Paulo à empresa de cibersegurança Syhunt. O arquivo de 100 GB foi publicado no mesmo fórum onde, em janeiro, hackers puseram à venda bases de dados que comprometeram 223 milhões de CPFs, 40 milhões de CNPJs e 104 milhões de registros de veículos, conforme noticiou a Revista Oeste.

Leia também: “O desastre do megavazamento de dados”, reportagem publicada na Edição 48 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.