Em São Paulo, protesto de índios bloqueia Rodovia dos Bandeirantes

Manifestantes queimaram pneus e madeiras
-Publicidade-
Foto: Reprodução/TV Globo
Foto: Reprodução/TV Globo

Uma manifestação indígena bloqueou totalmente a pista sentido capital paulista da Rodovia dos Bandeirantes, no km 21, na manhã desta sexta-feira, 25. O protesto é contra a aprovação do Projeto de Lei (PL) 490, de 2007, que prevê mudanças no reconhecimento da demarcação das terras. Além do PL, o ato de hoje critica a nomeação de Joaquim Álvaro Pereira Leite para o Ministério do Meio Ambiente, depois da saída de Ricardo Salles.

Na via expressa, os manifestantes fizeram uma barreira de fogo, com pneus e madeiras. A Polícia Militar negocia a liberação do local, enquanto desvia o trânsito para o Rodoanel. O ato é organizado pela comunidade Guarani e faz parte do Levante Pela Terra, movimento iniciado com um acampamento mantido na Esplanada em Brasília, desde o dia 8 de junho. No início da semana, índios invadiram o Congresso Nacional, com ataques a flechas.

Leia também: “O sequestro da bandeira ambiental”, reportagem publicada na Edição 63 da Revista Oeste

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

8 comentários

  1. Mais flechas do bem e queima ecológica de pneus. Fique em casa, o país já foi tomado, só esqueceram de nos avisar. Presidente perdeu o timing e está perdendo o time.

  2. Esses pseudoíndios já ultrapassaram todos os limites do razoável. Já passou da hora de o presidente tomar uma atitude drástica e colocá-los em seu devido lugar, porque de índios eles não têm nada. São arruaceiros dos ParTidos de esquerda.

  3. Se olharem bem a foto verão três cidadãos com trajes indígenas, que certamente compraram em uma loja de fantasias, e o restante um bando de desocupados da esquerda que provavelmente ganharam um sanduba e uma pinga para comparecerem. Chama a R.O.T.A, bota e bota essa cambada de vagabundos no camburão.

  4. “A Polícia Militar negocia a liberação do local” – é por causa dessa frouxidão da PM que os malandros e vigaristas de sempre, travestidos de falsos índios, falsos kilombolas, falsos sem-terra, e toda sorte de lumpemproletariado, fazem tudo o que sempre fizeram em detrimento da ordem pública e não vê as autoridades públicas se mexer – cumplicidade então?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site