Enem se torna alvo de investigação do TCU

Órgão apura se há irregularidades no Enem
-Publicidade-
Prova será realizada no domingo 21
Prova será realizada no domingo 21 | Foto: Caio Rocha/Estadão Conteúdo

O Enem será alvo de um processo de investigação do Tribunal de Contas da União (TCU). Aberto na quarta-feira 17, o procedimento apura supostas fragilidades técnicas e irregularidades na preparação da prova.

A autoria do pedido contra o governo é do Partido Socialista Brasileiro.

No olho do furacão está o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, responsável pelo Enem. O órgão é vinculado ao Ministério da Educação e passa por uma crise a poucos dias de aplicar o teste.

-Publicidade-

Entenda a crise do Enem

Conforme noticiou a Revista Oeste, 35 funcionários pediram demissão do Inep no início do mês. A demissão em massa ocorreu poucos dias depois do pedido de exoneração do coordenador-geral de Exames para Certificação, Eduardo Carvalho.

Além de Carvalho, deixou o Inep o coordenador-geral de Logística da Aplicação, Hélio Junio Rocha Morais.

Presidente do Inep sob cerco

Danilo Dupas, presidente do Inep, conseguiu na Justiça Federal do Distrito Federal a rejeição de um processo contra ele. Movimentos de esquerda tentavam removê-lo do cargo.

O magistrado Marcello Pinheiro reconheceu que a investida contra o presidente do Inep pode “representar indício de má gestão ou abuso de poder”, mas concluiu ser necessário “maior aprofundamento” sobre o pedido coletivo de exoneração, inclusive com manifestação do próprio instituto.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. São educadores ou terroristas? Como pode essa gente não entender o pânico que estão criando aos jovens estudantes em momento educacional tão importante? Que gente é essa que ainda infesta o Ministério da Educação, o TCU e os partidos de esquerda? Até quando instituições responsáveis pelo regime democrático, pela lei e pela ordem vão tolerar essa ANARQUIA?

  2. Deixamos acontecer.
    Com a instrução fragilizada de anos, fomos nutrindo a ignorância que levou ao meio político e ao do Direito, mediocridades que se reuniram para defesas de si próprios; MPs, Tribunais e partidos políticos de esquerda.
    Tivemos um dos Ministro do STF, como exemplo, guardião da Constituição do Brasil, que acabou de afirmar que o STF está violentando a Constituição, além de tudo se gabando disso. No entanto, isso é normal!
    O povo brasileiro de bem só tem duas opções saudáveis: a primeira é de demonstrar uma constante indignação com as ações e atitudes desses medíocres, afirmando claramente que acabou, e, a segunda, é de fato excluir a todos nas futuras eleições.
    Se isso não ocorrer, infelizmente, seremos reféns já, da profecia de Nelson Rodrigues: “Os idiotas vão tomar conta do mundo; não pela capacidade, mas pela quantidade. Eles são muitos.”
    Ajamos em prol de nosso País!

  3. Tudo isso as vesperas do Vestibular? Nenhuma consideração aos vestibulandos, aos estudantes que dedicam anos da adolescência para esta prova. Todos os anos anteriores de caos no MEC isso não ocorreu!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.