Estado de SP diminui intervalo entre doses da Pfizer para 21 dias

Medida já vale a partir de amanhã e beneficiará 2 milhões de pessoas, informa Secretaria de Saúde
-Publicidade-
Segunda dose da Pfizer será aplicada 21 dias depois da primeira no Estado de São Paulo
Segunda dose da Pfizer será aplicada 21 dias depois da primeira no Estado de São Paulo | Foto: Myke Sena/MS

O governo do Estado de São Paulo anunciou nesta segunda-feira, 18, a antecipação do intervalo entre a primeira e a segunda doses da vacina contra a covid-19 da Pfizer das atuais oito semanas para 21 dias. A medida já entra em vigor a partir de terça-feira 19 para pessoas acima de 18 anos de idade que já tenham recebido a primeira aplicação do imunizante.

O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) em publicações nas redes sociais. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, a medida beneficiará cerca de 2 milhões de pessoas.

-Publicidade-

Embora a segunda dose da vacina da Pfizer tenha sido aplicada apenas 90 dias depois da primeira durante muito tempo no Brasil, a bula do imunizante prevê um intervalo de 21 dias entre as doses. O Estado de São Paulo já havia diminuído esse período para oito semanas.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Porque não admitem que a coronavac não serve nem pra colirio, e decretam o impeachment do picareta do governador de São Paulo de uma vez?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.