Estudante aprovada na USP é proibida de iniciar curso por ter adotado homeschooling

Elisa de Oliveira Flemer, que aderiu ao método de ensino fora do regime tradicional, iniciaria curso de engenharia
-Publicidade-
A estudante foi impedida pela Justiça de ingressar na USP
A estudante foi impedida pela Justiça de ingressar na USP | Foto: Divulgação

A Justiça proibiu Elisa de Oliveira Flemer, aprovada no curso de engenharia da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), de ingressar na faculdade e iniciar os estudos. Motivo? Aos 17 anos, a jovem trocou o ensino médio na escola para estudar por conta própria, em casa. É o chamado homeschooling, modalidade de ensino que busca ensinar pessoas fora do regime tradicional.

Elisa estuda seis horas por dia, seguindo um método próprio. Ela não frequenta a escola desde 2018, época em que estava no primeiro ano do ensino médio. “Aprendia a matéria lendo a apostila minutos antes da aula”, diz a estudante. “Fazia a lição ali, em 20 minutos, e ficava o resto da aula lendo, divagando, escrevendo, desenhando”, explica. Elisa descobriu o homeschooling pela internet, em sites em inglês, e diz ter se apaixonado pela ideia.

A jovem passou em vestibulares de faculdades privadas, tirou quase mil na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e, recentemente, conquistou o 5º lugar no curso de engenharia civil da Escola Politécnica da USP, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), informa o portal G1. Entretanto, por não ter completado o ensino médio em escola tradicional e não ter diploma, a estudante não pôde entrar na faculdade.

-Publicidade-

Elisa e sua família recorreram à Justiça e, em outubro de 2020, o Ministério Público foi favorável a conceder liminar e permitir o ingresso da estudante na faculdade. A promotora Maria do Carmo Purcini considerou que a jovem é portadora do espectro autista e tem excepcional desempenho. O pedido de liminar para que ela entrasse na faculdade, no entanto, foi negado.

Segundo a juíza Erna Tecla Maria, o homeschooling não está previsto na legislação e, portanto, não pode ser admitido como método de ensino apto para certificar estudantes.

Leia também: “Projeto de ‘homeschooling’ avança na Câmara”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

38 comentários Ver comentários

  1. Mas não era só fazer o ENCEJA? Qual foi razão de os pais não terem escolhido essa alternativa absolutamente fácil? Ela passou no vestibular nas primeiras colocações, um ENCEJA seria moleza. Não tem como a universidade matricular uma aluna sem nenhum papel atestando que ela concluiu o ensino médio, pq é um requisito BÁSICO pro ingresso no ensino superior.

    1. Não sei como conseguiram, talvez tenha sido pra chamar atenção mesmo. Vi que essa menina ganhou uma bolsa nos USA.

      Minha amiga da faculdade fez “educação em casa” desde pequena (a mãe era professora universitária aposentada e decidiu educar os filhos).

      Ela entrou na faculdade sem problemas. Inclusive, lembro que ela disse que fazia uma prova todo ano (equiparação de curso … ou algo assim). Então só ela, como tbm os dois irmãos mais novos. Isso a uns dez anos atrás.

      A não ser que a lei tenha regredido, mas acredito que o que aconteceu foi que não os pais da estudante em questão seguiram os devidos procedimentos…

  2. Eu só queria que esse povo que é a favor do homeschooling, apoiasse os professores para o não retorno das aulas presenciais durante a pandemia. Até porque foi projeto de campanha mesmo, do atual presidente. Aí vem o ministério público querendo obrigar as escolas a voltarem, sendo que estão dando aula de forma remota. Não era isso que queriam? Não foi pra isso que votaram? Ué?

  3. Como resolver: candidate- se a uma bolsa de estudos em uma universidade nós EUA/Europa/outro país lá fora. Faça o vestibular com eles. E quando você é formada já, pode voltar e ver como que a sua doutorado pode ser reconhecido aqui, aí os bolsonaristas e petistas não estão mais brigando porque os políticos já foram trocados pelos outros. Mas você consiga segue em frente com a sua vida de qualquer forma.

    1. Não há mérito quando uma lei é infrigida. Se essa jovem tem essa capacidade, não precisa frequentar sala de aula: apenas se inscrever no Enceja, passar na prova, pegar o diploma do ensino médio e pronto, assunto resolvido.

  4. sempre pensei que o ENEM pudesse selecionar aprovação nas universidades. minha mãe foi professora do estado no ensino primario, formada no instituto de educação em 1940. foi a única escola onde estudou na vida, como normalista. antes, estudou em casa, sem problemas , com aulas privadas, porque morava no interior ( meier , na época, era interior).

    1. O Enem foi substituído pelo ENCEJA, nesse quesito. É uma prova só pra emitir certificado de conclusão de ensino médio pra quem não cursou todo o ensino médio.

  5. Até 2016 o Enem dava o certificado de conclusão do ensino médio a quem tirava notas mínimas 450 e 500 na redação. Em 2017 foi substituído pelo ENCCEJA, sinceramente em acho um erro, o Enem é justamente para avaliar o nível do candidato, se alcançar X nota deveria ser aprovado para dar continuidade aos estudos. Impressionante como o Brasil é atrasado em relação a educação e ainda consegue atrapalhar quem consegue ir além do que o ensino regular oferece.

  6. Atualmente, não precisa estudar em uma Escola regular para conseguir o diploma de Ensino Fundamental ou médio. Basta passar no ENEM ou ENCEJA pra conseguir o certificado. Está na Lei, mas Juízes e Procuradores ficam tomando decisões baseadas em ideologias ou vontade própria.

  7. Como ainda pode ter alguém Defendendo Bolsonaro? Ainda mais nessa situação??? Onde que Bolsonaro investiu na Educação??? Aliás, o que ele fez nesse tempo? Nada. A única coisa que fez foi armar os Bandd do bem. Até aqui você encontra Bolsonaristas falando 💩👎🏻

      1. Meu deus do céu, troca o disco. O governo dos caras acabou em 2016! E tem gente ainda falando disso! Não foi o PT ou Dilma/Lula que aprovaram o teto de gastos, essa palhaçada pra folgar o orçamento e pôr a grana no bolso de banqueiro e ruralista. Que dedução mais pífia e burra!

      1. Praticamos o ensino domiciliar há 5 anos por uma questão de escolha. A escola tradicional por assim dizer é importante e não tem a primazia na educação. Os pais tem o direito de escolha e ponto final.
        Essa menina esqueceu da lei, a lei obriga a pessoa a fazer o ENCEJA.
        Faltou a ela o canudo do ensino médio.
        Essa é a lei e deve ser obedecida, ponto final.

  8. A meritocracia deve ser a alavanca com o conhecimento. Muitos estudantes fazem escolas públicas e são aprovados sem mérito algum, mas esta Estudante merecia ser aceita, por questão de mérito!

  9. Se ela fosse analfabeta e drogada como os marginais esquerdopatas ou se lambuzasse de borra de café para de dizer que é preta, o diploma já estaria garantido, nem precisaria pisar na Politécnica! País desgraçado mesmo!

    1. Oxi, eu disse para Ufmg que sou preta, estudei em escola pública, não consigo emprego pois tenho dificuldade em convívio social por ser autista, então tentei graduação, a resposta em carta da universidade que não enquadro na vaga, pois sei pegar ônibus, mantenho minha higiene e não tomei bomba na escola. Não entendo o pq isso me faz menos autista. Alem de tudo, comecei o tratamento quando criança para andar, falar no hospital da Ufmg.

    2. No Brasil não temos homescholing implementado. Portanto não há injustiça alguma contra essa estudante. O caso dela também não prova a eficácia do homescholing, pois a matéria deixou claro que a menina tem autismo tendendo para altas habilidades, ou seja, independente do sistema, ela tem facilidade pra aprender. Isso também explica o porquê ela não se sente bem numa sala de aula com muitos alunos. Entendo que o homescholing deve ser aprovado apenas em casos de necessidade, e fiscalizado pelos órgãos competentes. Sou a favor da escola tradicional. O convívio de uma criança com outras é fundamental para o desenvolvimento dela. Além disso, muitas crianças sofrem abusos no próprio lar, e os professores, pelo treinamento que recebem, costumam ser os primeiros a perceber e denunciar tais abusos. Infelizmente, o Brasil não está preparado para esse tipo de coisa.Uma coisa é certa, a lei tem que prevalecer. Pra cursar curso superior tem que ter diploma de conclusão do ensino médio. Do contrário, seria injusto para com os alunos que seguiram todos trâmites.

  10. Abrimos mão de verdadeira capacidade, aproveitamento de cérebros que superaram todas as dificuldades, para prestigiar o canudo de papel, sem qualquer valor, de faculdades que são meras arrecadadoras das sofridas economias de um povo enganado, fornecendo serviços de baixa qualidade que formarão médicos que não sabem diagnosticar, engenheiros que farão prédios e pontes desabarem, advogados que jogarão no ralo os direitos dos clientes. Tudo para submeter a juventude aos filtros socializantes da docência formada nas últimas décadas.

    1. O canudo é importante sim, pois serve como garantia de que a pessoa, pelo menos, foi submetida a testes de capacidade. Quem se submeteria, por exemplo, a uma cirurgia por um médico autodidata sem diploma?

  11. Comentário Postado:

    Homescholing, como se sabe, é uma das principais bandeiras do governo do presidente Jair Bolsonaro. Então a vermelhada da USP, amparada pela banda podre e vermelha da Justiça, ao buscar amparo judicial para impedir que a brilhante estudante assumisse a vaga conquistada, está apenas cumprindo agenda na guerra do Todos Contra Bolsonaro.

    Para saber mais sobre homeschooling:

    Portal Homescholing Brasil
    https://homeschoolingbrasil.info

    No Brasil a educação domiciliar tem ficado cada vez mais popular. Vamos responder abaixo algumas perguntas comuns a respeito desse assunto. Mas antes, é importante entender que o homeschooling não é um conceito novo. Antigamente, como a prioridade dos pais era a subsistência, o ofício ensinado para a criança seguia a tradição familiar. (…) Se você deseja começar o Homeschooling, inscreva-se em nosso canal clicando aqui (link anotado acima). Por meio dessa inscrição, você poderá acompanhar os materiais didáticos que estamos lançando para todos os níveis de ensino.

    Exemplos de grandes homeschoolers

    Alexander Graham Bell: cientista inventor do telefone.
    Pearl Sydenstricker Buck : primeira mulher americana ganhar o Prêmio Nobel de Literatura.
    Thomas Edison: inventor da lâmpada elétrica e possuidor de mais de 200 patentes no ramo científico.
    C.S. Lewis: escritor famoso e professor na universidade de Oxford. Criador do livro: “As crônicas de Nárnia”.

    1. Meu Deus gente, quanto ideologismo nos comentários…

      A legislação ainda não prevê essa modalidade, mas obter um diploma de ensino médio não seria nenhuma dificuldade pra essa garota, basta fazer o Enem. Sim, ela perderia um ano e isso definitivamente não é justo, mas é o que precisa ser feito enquanto não houver mudanças e faltou ela se informar melhor antes de sair fazendo vestibular sem diploma.

      1. Ela fez o Enem, porém desde 2017 não se pode mais obter o diploma do ensino médio através do Enem. Foi substituído pelo ENCCEJA

      2. Melhor comentário. Muito sensato 👏
        Porém, não é mais pelo Enem que se obtém o diploma, e sim, pelo Encceja.

      3. quando a culpa é ideológica, a resposta é ideológica.

      4. ENCEJA , Enem foi até 2018 se não estou enganado.
        Você está correto na análise, praticamos a educação domiciliar faz 5 anos e sabemos que nossos filhos tem essa obrigação, e isso deve ser respeitado.

    2. 1 – Ideia do Bolsonaro uma pinóia. Só porque ele defendeu em campanha, sob pretexto de “acabar com a ideologia na escola”, isso não faz disso uma pauta dele. Esse modelo é discutido faz anos. Ele só roubou a pauta pra, como sempre, atacar a oposição e angariar votos. Se ele é tão a favor, explique então a insistência dele em obrigar todos a voltarem pra escola em plena pandemia? O termômetro desse politiqueiro cretino não é o melhor pra sociedade, e sim a reeleição. Agora que a maioria dos pais otários viram o quão trabalhoso é educar em casa, todo mundo mudou de discurso. Mas meter o pau em professor todo mundo gosta. Bolsonarista é tudo hipócrita.

      2 – Nenhuma universidade séria pode aceitar o ingresso do aluno por meio que não seja o previsto em lei. Isso não tem porra nenhuma a ver com ‘bandeirada vermelha’. E vai lá queridão, trocar ideia com os “comunistas” da Politécnica USP. Só tem playboy vindos de berço de eleitor do PSDB, o mesmo PSDB que se elegeu (de novo) usando o discurso Bolsonarista.

    3. Os justiceiros cumpridores da Lei sabemos que eles têm fazer cumprir as leis.brasileiras; Mais deveria ter leis especiais nestes casos; É triste saber que está adolescente será mais uma humana esquecida para trás; Pois tenho também um também filho de 12 anos de idade que também será esquecido, por ser uma criança que nasceu com seus conhecimentos superdotados; Os próprios redatores que escreveram as leis, hoje não sabe interpretar elas a favor do povo; Por isso temos que mudar as leis de nosso país, ter escolas adequadas para estes adolescentes.

      1. Todo mundo precisa fazer prova pra conquistar um diploma. É simples, ela é autista inteligente, faz a prova do Enceja e pegue o diploma. Não tem nada a ver com ser de direita ou de esquerda. É cumprir a lei.

    4. Entendo que deveria ser regulamentado totalmente o.ensino em.casa.
      Bastaria apenas que o estudante pudesse validar o seu conhecimento através de algum tipo de prova.

      São casos excepcionais de estudantes que conseguem estudar aprender sozinhos.

      Uma pena que alguém que se demonstrou capacitado não possa cursar uma faculdade…

      1. Mas há esse tipo de prova. O problema é que alguns, mesmo capazes, querem ganhar no grito.

    5. Deixa de ser gado ignorante. Se era pra falar besteira, que nem abrisse a internet. Não sou nem de esquerda, tão pouco de direita. Apenas vejo que você apoia tudo o que não está dentro da lei. Sinto muito mesmo pa garota, mas lei é lei. Quando esse método de ensino for legalizado, aí sim ela poderá acessá-lo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.