‘Falta de consideração’, afirma Marcos Pontes sobre cortes no orçamento

Ministro usou as redes sociais para pedir uma correção 'urgentemente'
-Publicidade-
Pontes publicou a mensagem no domingo 10, depois do remanejamento da verba
Pontes publicou a mensagem no domingo 10, depois do remanejamento da verba | Foto: Neila Rocha/ASCOM/SEAPC/MCTI

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, criticou o remanejamento do orçamento previsto para o financiamento de pesquisas. Em uma publicação nas redes sociais no domingo 10, o ministro chamou de “falta de consideração” a ação feita pelo Congresso. Pontes disse ainda que os cortes são “equivocados e ilógicos” e cobrou uma correção urgentemente.

O orçamento previsto para a pasta era de R$ 690 milhões em 2022. Contudo, cerca de R$ 600 milhões foram remanejados para outros sete ministérios. A decisão do Congresso aconteceu na quinta-feira 7, a pedido do Ministério da Economia.

“Falta de consideração. Os cortes de recursos sobre o pequeno orçamento de Ciência do Brasil são equivocados e ilógicos. Ainda mais quando são feitos sem ouvir a Comunidade. Científica e Setor Produtivo. Isso precisa ser corrigido urgentemente”, escreveu nas redes sociais.

-Publicidade-

Em nota, o Ministério da Economia informou que “essa proposta de alteração ocorreu para cumprir decisão governamental quanto à necessidade de remanejar recursos nesse momento. A alteração submeteu à apreciação do Congresso Nacional proposta de suplementação de diversas demandas orçamentárias, com recursos de outras fontes”.

ciência
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Leia também: “Perto da campanha eleitoral, governadores planejam reajuste salarial dos servidores”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

22 comentários Ver comentários

  1. Existem PESQUISAS e existem “”pesquisas”” !! Quais as que de fato merecem receber a grana do contribuinte? Ou ainda, quais a que trazem de VOLTA a grana colocada lá??

  2. Vou mais além: por que então o Ministro de CT&I não foi ao congresso nacional tentar convencer os parlamentares de que o MCTI precisaria de mais recursos apresentando argumentos e resultados ao invés de ficar lamentando no twttr? Paulo Guedes vai pra linha de frente e discute com os parlamentares. O nobre ministro de CT&I deveria fazer o mesmo. Lamentável.

  3. As pessoas esquecem que existe algo que se chama de Congresso Nacional, em que os deputados, através da comissão de orçamento, dividem o bolo cfm as necessidades (necessidades pode interpretar como quiserem) que eles acharem prioritárias. É isso vai para uma lei que se chama de LOA. O PR pode vetar ou não. Mas o vero pode ser derrubado na Câmara e assim a LOA é aprovada. O PR não decide isso. Acho que deveríamos conhecer mais e deixar o sentimentalismo de lado. Ademais, há muitas pesquisas que são irrelevantes para a comunidade científica. O Brasil produz muito, mas são produções irrelevantes para a comunidade científica e isso pesa muito. Muitas pesquisas de vulto são financiadas pela iniciativa privada no 1o mundo e devemos tbm parar com o assistencialismo do estado para pesquisas e procurar recursos na iniciativa privada. Somente assim teremos pesquisas de relevância. Simples assim.

  4. E o $$$$ do fundo eleitoral? Este eles aprovam rapidinho, se tivessem um mínimo de patriotismo, 3 bi para fundo eleitoral e 600 mi para ciência e tecnologia, palhaçada.
    Mas vejam 2.3 bi verba do STF, 3.2 bi do TSE. Acho que está na hora de fechar estas torneiras, assim não dá………. Além disso todo o gasto com as mordomias das casas legislativas e do judiciário que somam outras tantas dezenas de bilhões, que foram sendo incluídos como “direitos” nos governos petistas enquanto a ciência e a educação ficaram de lado. E tem palhaço que defende o Lula.
    Não dá . Fecha tudo para nova avaliação, mas aí é GOLPE CONTRA A DEMOCRACIA não é????????? Hipócritas

  5. Ministro Marcos pontes é só divulgar as pesquisas que estão sendo realizadas que, as que forem relevantes, úteis e sérias, serão financiadas pela iniciativa privada, como é feito nos países de primeiro mundo, simples assim.

  6. Acredito no apelo do ministro que até recentemente o vi fazer na live com Bolsonaro, em momento tão importante nas pesquisas com vacinas, nióbio e outros químicos e minerais. Mas antes seria importante informar à sociedade qual é a parcela do orçamento do ministério destinada a folha de pessoal, encargos e penduricalhos e a parcela de investimentos. Não haverá ai uma grande distorção?

  7. Eita cabeçada… é incompreensível que ações de curto prazo desrespeito investimentos em ciências, tecnologia e inovação sejam restringidas mesmo que momentaneamente… Os ganhos multiplicados (alavancagem) são substanciais com investimentos em C/T/I!

  8. Simples de tudo, retira aqueles bilhões que vão para o fundo eleitoral da vergonha e repassa para algo útil como pesquisas científicas. Esses vermes que coloquem um sapatinho novo e saiam pedindo votos de porta em porta se quiserem.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.