Fux recebe Pacheco e afirma que pode reavaliar reunião entre chefes de Poderes

Encontro, que também envolveria Jair Bolsonaro e Arthur Lira, foi cancelado no início do mês pelo presidente do STF
-Publicidade-
Luiz Fux, presidente do STF, admitiu que pode remarcar reunião entre chefes dos Três Poderes
Luiz Fux, presidente do STF, admitiu que pode remarcar reunião entre chefes dos Três Poderes | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira, 18, que pode reavaliar a possibilidade de uma reunião envolvendo os chefes dos Três Poderes. As declarações do magistrado foram dadas depois de um encontro com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

“Gostaria de comunicar aos eminentes pares que recebi o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que veio debater democracia e falar sobre a importância do diálogo entre os Poderes e pedir uma nova reunião, tendo em vista que tivemos pronunciamento desmarcando a reunião”, disse Fux logo na abertura da sessão do STF.

Leia mais: “Senadores apresentam notícia-crime contra Aras no STF por prevaricação”

-Publicidade-

A reunião à qual o presidente da Corte se referia havia sido marcada para o início do mês e envolveria, além de Fux e Pacheco, os presidentes da República, Jair Bolsonaro, e da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). O encontro acabou sendo cancelado por Fux, em represália às críticas de Bolsonaro aos ministros do STF Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes.

“Como presidente do STF, sigo dialogando com todos os representantes de todos os Poderes. Sem prejuízo a uma nova reunião, a questão será reavaliada”, completou Fux.

Leia também: “Fux recebe Augusto Aras no STF”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

14 comentários

  1. Esse ministro é pretencioso, né? Está se achando a última bolacha do pacote? Vai ficar “pianinho” a partir de 7 de setembro… vai até se esconder de medo!

  2. Vocês conhecem alguma categoria cuja punição para o mal profissional é uma aposentadoria de gordos proventos e… compulsória?! Isto sim é antidemocrático! Isso é um escárnio! Precisamos corrigir esta aberração que produz deuses remunerados pelos cofres públicos! Quando o divórcio é inevitável, bem melhor é o amigável. Há de se lembrar que entre outras coisas, RUPTURA também significa a total revogação de uma Constituição anterior por meio de um Poder Constituinte originário em um ambiente onde reina a mais tranquila das tranquilidades. Não seria este o momento? Se não temos a tranquilidade ideal, temos quem pode garanti-la. Certas instituições nos moldes de 88 parecem ter um gênio incompatível com o Brasil democrático de 2021. FUJAMOS sempre daquela funesta teoria de Thomas Jefferson sobre o adubo natural da árvore da liberdade… aquilo se parece mais com as histórias do Sr. Edgar Allan Poe.

  3. Agora quem não precisa de reunião com esses pulhas é o Presidente Bolsonaro.
    No Dia da Pátria eles irão saber o que os espera. Faxina no Ninho de Ratos e na Pocilga.

  4. É impressionante como ninguém, seja da esquerda, seja da direita, percebeu que não há necessidade de ter impressão de 100% dos votos para verificar a confiabilidade do resultado eleitoral! Basta fazer votação paralela em 2% das urnas para se obter 95% de confiança no resultado eleitoral. É pura estatística. No entanto, para ser válida precisa da utilização emprestada da biometria do eleitor, da escolha aleatória das urnas por meios não eletrônicos em cada zona eleitoral, da filmagem completa da inserção da simulação de votação por uma entidade civil externa ao TSE e realizada no dia da eleição. Ao final, se compara os dados do BU com a inserção simulada, tem que bater, senão teve fraude.

    1. Não é só pra nós que vc tem que apresentar essa sugestão. Já tentou o Presidente Bolsonaro? É fácil, basta ir lá no Alvorada durante as falas dele para o povo e mostrá-la.
      Aqui não vai resolver nada. Só não mande pro Boca de Veludo e pro canalha Salomão.

  5. Inexplicavelmente, tomou as dores de quem não merece integrar a Suprema Corte, assumindo que existe uma cumplicidade entre os integrantes. Declarou o fim da harmonia constitucional entre os poderes ao se recusar a uma reunião de cúpula. Agora pensa em “reavaliar”? Pra mim o STF perdeu o respaldo constitucional. Deu um golpe e usurpou os demais poderes da República mas percebeu que não têm força de sustentação na sociedade e nas Forças Armadas. Todos os integrantes deveriam renunciar ou ser destituídos na forma da lei. Infelizmente, o Senado Federal não está à altura moral de um processo dessa importância para a nação. Teremos que conviver com uma Suprema Corte golpista sempre pronta para exercer sua tirania.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro