IBGE diz não conseguir incluir identidade de gênero e orientação sexual no Censo

Determinação para realizar perguntas partiu da Justiça Federal
-Publicidade-
Censo populacional amplo ocorrerá em 2022 | Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Censo populacional amplo ocorrerá em 2022 | Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Em nota divulgada nesta quinta-feira, 9, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que não vai conseguir incluir perguntas sobre identidade de gênero e orientação sexual no Censo 2022, como determinou a Justiça Federal do Acre.

De acordo com o instituto, faltam menos de dois meses para o começo da operação e não há prazo para mudar o sistema de perguntas “com técnica e metodologia responsáveis e adequadas — muito menos com os cuidados e o respeito que o tema e a sociedade merecem.” O IBGE informa ainda que a discussão e elaboração dos questionários para o censo atual começaram em 2016.

Na semana passada, o juiz Herley da Luz Brasil, da 2ª Vara Federal Cível e Criminal do Acre, determinou liminarmente a inclusão das questões no Censo 2022. Segundo a decisão, “a omissão que o Estado brasileiro, historicamente, tem usado em desfavor da população LGBTQIA+ é relevante e precisa ser corrigida.” A ação é movida pelo Ministério Público Federal (MPF).

-Publicidade-

O IBGE afirma que inserir as perguntas em cima da hora “seria ignorar a complexidade e o rigor de uma operação censitária do porte continental da brasileira.”

O Censo 2022 populacional amplo será realizado neste ano, depois de adiamentos causados pela pandemia da covid-19. Normalmente, o período de pesquisa feita pelo IBGE é no começo de cada década. O último levantamento ocorreu em 2010.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.