Jaques Wagner desiste de disputar governo da Bahia

A decisão de não concorrer foi oficialmente anunciada em uma reunião extraordinária do Diretório Estadual do PT
-Publicidade-
Jaques Wagner tem mandato no Senado até fevereiro de 2027
Jaques Wagner tem mandato no Senado até fevereiro de 2027 | Foto: Divulgação

Na segunda-feira 28, o senador Jaques Wagner (PT) oficializou a desistência de sua pré-candidatura ao governo da Bahia nas eleições de outubro. O parlamentar já havia informado a Lula a sua decisão de não ser candidato na disputa deste ano. Wagner termina seu mandato no Senado em fevereiro de 2027.

A decisão de não concorrer foi anunciada por Jaques Wagner em uma reunião extraordinária do Diretório Estadual do PT da Bahia. “A retirada da minha candidatura não implica a retirada da candidatura do PT”, disse Wagner. “Quem decidirá se terá candidatura ou não não sou eu, será o partido.”

A reunião teve a presença de deputados estaduais e federais, prefeitos, vereadores e dirigentes do PT. O governador Rui Costa (PT) e o ex-presidente Lula não participaram do encontro de militantes.

-Publicidade-

A partir da decisão do senador, os petistas devem se reunir nos próximos dias para discutir a tática eleitoral do partido em 2022. Os dirigentes petistas reafirmaram a decisão do partido de ter candidatura própria ao governo baiano.

O partido, contudo, não possui nenhum nome natural para a disputa entre seus deputados, prefeitos ou secretários estaduais.

Leia também: “A esquerda ama odiar”, texto de Augusto Nunes publicado na edição 98 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.