João de Deus sofre mais uma condenação, e penas já passam de 64 anos

Médium já foi condenado a 40 anos de reclusão em regime fechado por ter estuprado cinco mulheres, além de sentenciado por violação sexual mediante fraude e estupro de vulnerável
-Publicidade-
João de Deus cometeu crimes como violação sexual mediante fraude, estupro de vulnerável, porte ilegal de arma, entre outros
João de Deus cometeu crimes como violação sexual mediante fraude, estupro de vulnerável, porte ilegal de arma, entre outros | Foto: Agência Brasil

O juiz Renato César Dorta Pinheiro, titular da comarca de Abadiânia (GO), condenou João de Deus a 2 anos e 6 meses de prisão por violação sexual mediante fraude. Com um novo revés na Justiça, as penas impostas ao médium já ultrapassam 64 anos.

Inicialmente, segundo o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), o processo envolvia dez vítimas de João de Deus, mas a Justiça rejeitou a acusação em relação a nove mulheres, e a ação seguiu com apenas uma.

-Publicidade-

Leia mais: “Justiça de São Paulo concede prisão domiciliar a Roger Abdelmassih”

João de Deus ainda responde a mais de uma dezena de processos que ainda não tiveram suas sentenças finais. Ele já foi condenado a 40 anos de reclusão em regime fechado por ter estuprado cinco mulheres, além de sentenciado por violação sexual mediante fraude contra duas mulheres e estupro de vulnerável contra outra duas (19 anos e 4 meses em regime fechado). O médium também foi condenado a 4 anos em regime aberto por porte ilegal de armas.

Leia também: “Megaoperação em 26 Estados e no DF apura crimes contra mulheres”

João de Deus ficou detido entre dezembro de 2018 e março de 2020 no complexo prisional de Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da capital do Estado. Ele deixou a cadeia para cumprir pena em regime domiciliar por pertencer a grupo de risco para a covid-19. Desde então, é obrigado a usar tornozeleira eletrônica.

Com informações do jornal O Estado de S. Paulo

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site