Kátia Abreu defende Exército na rua para cumprir ‘lockdown’

A ideia foi rechaçada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro
-Publicidade-
Kátia Abreu foi candidata à vice-presidência da República nas eleições de 2018
Kátia Abreu foi candidata à vice-presidência da República nas eleições de 2018 | Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

A presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado, Kátia Abreu (PP-TO), defendeu a presença do Exército nas ruas para cumprir o lockdown decretado por Estados e municípios em função do avanço da covid-19. A senadora conversou com especialistas e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e sugeriu a apresentação de uma ação no STF para colocar as Forças Armadas nas ruas e também obrigar o governo federal a fazer campanhas publicitárias para que as pessoas façam o isolamento social até a chegada das vacinas contra o vírus chinês.

“Por causa da admiração que tem pelas Forças Armadas, o povo brasileiro verá o Exército e perceberá que o negócio é sério, que o Exército não iria para a rua por qualquer coisa”, disse Kátia Abreu, durante sessão do Senado realizada ontem, terça-feira 9. Na segunda-feira 8, o presidente Jair Bolsonaro criticou as novas medidas de isolamento e descartou a possibilidade de decretar um lockdown nacional. “Alguns querem que eu decrete lockdown — não vou decretar. Pode ter certeza de uma coisa: o meu Exército não vai à rua obrigar o povo a ficar em casa”, afirmou Bolsonaro.

-Publicidade-

Leia também: “De máscara, Bolsonaro sanciona projetos que facilitam compra de vacinas”

Com informações do Estadão Conteúdo

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.